ÔĽŅ MS demanda organiza√ß√£o para produ√ß√£o e qualidade do leite

MS demanda organização para produção e qualidade do leite

O futuro da produ√ß√£o do leite em Mato Grosso do Sul foi o tema de Simp√≥sio durante a tarde de quarta-feira, 16 de maio, na 48√ā¬™ Expoagro (Dourados/MS). O evento foi realiza√ß√£o da Embrapa Agropecu√°ria Oeste, vinculada ao Minist√©rio da Agricultura, Pecu√°ria e Abastecimento; Sindicato Rural de Dourados; e Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agr√°rio, da Produ√ß√£o, da Ind√ļstria, do Com√©rcio e do Turismo (Seprotur).

Fizeram a abertura o chefe geral adjunto de Pesquisa & Desenvolvimento da Embrapa Agropecuária Oeste, Guilherme Lafourcade Asmus, o diretor do Sindicato Rural de Dourados, Ademar Roque Zanatta, e o secretário adjunto da Seprotur Paulo Engel que também foi o primeiro palestrante.
O futuro da produ√ß√£o do leite no MS foi tema de Simp√≥sio nesta quarta-feira na 48√ā¬™ Expoagro √Ę‚ā¨‚Äú Assessoria

√Ę‚ā¨ŇďCom certeza, essa √© a atividade principal dos pequenos produtores e uma das principais fontes de alimentos da popula√ß√£o. Precisamos de uma assist√≠¬™ncia t√©cnica e de associa√ß√Ķes fortes e organizadas em Mato Grosso do Sul. Temos 40 mil produtores rurais envolvidos com a cadeia do leite. S√£o cerca de 120 mil trabalhadores diretos na produ√ß√£o rural e dois mil empregos em outros setores. Mas a produ√ß√£o ainda √© baixa. Em 2009, atingimos uma m√©dia de 2,6 litros/vaca/dia enquanto Santa Catarina produziu 6,6 litros/vaca/dia √Ę‚ā¨Ňď, disse Engel que fez um panorama do setor leiteiro em MS.

Para Engel, √© preciso criar-se uma cultura de produ√ß√£o de leite no Estado, e apontou alguns motivos para a baixa produtividade no Estado: baixa especializa√ß√£o da atividade, uso de forrageiras inadequadas, manejo de pastagens incorretos e de desmama inadequado, aus√≠¬™ncia de cuidados na higiene da ordenha e falta de informa√ß√Ķes gerenciais das propriedades para tomada de decis√£o.

Por isso o governo estadual, em parceria com institui√ß√Ķes privadas e p√ļblicas, est√° dando√ā¬† andamento algumas a√ß√Ķes, como a intensifica√ß√£o das atividades do Programa Balde Cheio; a cria√ß√£o do Conseleite/MS, que aproxima o produtor da ind√ļstria e do Subprograma de Desenvolvimento da Pecu√°ria Leiteira no Estado;√ā¬† as negocia√ß√Ķes para ampliar de infraestrutura (patrulhas mecanizadas, resfriadores e sistema vi√°rios); e articula√ß√£o das a√ß√Ķes desenvolvidas pelos parceiros. √Ę‚ā¨ŇďA atividade leiteira est√° evoluindo e o produtor precisa acompanhar a moderniza√ß√£o do parque industrial, que traz ganhos de competitividade a longo prazo√Ę‚ā¨¬Ě, concluiu.

PAS Leite

Os inscritos no Simp√≥sio do Leite tamb√©m assistiram √≠¬† palestra da pesquisadora da Embrapa Gado de Leite (Juiz de Fora/MG), N√≠¬≠vea Maria Vicentini, sobre o Programa Alimento Seguro (PAS Leite) que possui alguns requisitos para implementa√ß√£o: adequa√ß√£o das instala√ß√Ķes, seguran√ßa e qualidade a √°gua (que deve ser pot√°vel), manejo da ordenha e sanit√°rio, refrigera√ß√£o e estocagem do leite e produ√ß√£o de alimentos.

O objetivo do Programa √© √Ę‚ā¨Ňďque seja produzido leite seguro e de qualidade em toda a cadeia produtiva, ou seja, com baixa carga microbiana, baixa contagem de c√©lulas som√°ticas, composi√ß√£o de gordura e prote√≠¬≠nas ideiais, e aus√≠¬™ncia de res√≠¬≠duos de medicamentos e agrot√≥xicos√Ę‚ā¨¬Ě, explicou Nivea.

Segundo a pesquisadora, a ades√£o ao PAS Leite deve ser feita, preferencialmente, pelo setor industrial e entidades representativas do segmento. √Ę‚ā¨ŇďS√£o eles que indicar√£o os produtores e transportadores que v√£o participar do programa, entrando em contato com a Embrapa Gado de Leite, o Sebrae, o Senai ou o Senar do Estado. O programa existe em todas as Unidades da Federa√ß√£o√Ę‚ā¨¬Ě, afirmou. Nivea ainda lembrou que os requisitos exigidos para implementar o PAS Leite ajudam o produtor a cumprir o que est√° estabelecido na Instru√ß√£o Normativa n√ā¬ļ 62, que alterou a IN n√ā¬ļ 51/2002, legisla√ß√£o que trata das normas de produ√ß√£o, comercializa√ß√£o e qualidade do leite.

Suplementação

A √ļltima palestra foi do zootecnista e consultor t√©cnico Roberto Sanches Nakayama, que falou sobre a import√≠¬Ęncia da suplementa√ß√£o na pecu√°ria leiteira. Para correta suplementa√ß√£o, Nakayama abordou os seguintes aspectos: potencial de produ√ß√£o do rebanho, as exig√≠¬™ncias nutricionais dos animais e o valor nutritivo dos alimentos, que varia de acordo com idade, peso e produ√ß√£o.

Ao falar sobre os dois tipos de alimentos, volumosos e concentrados, o zootecnista explicou que os concentrados devem ser usados somente para complementar as necessidades n√£o atendidas pelos volumosos. Os alimentos volumosos entram na dieta dos animais em maior quantidade, como pastagens, capineiras, cana-de-a√ß√ļcar, silagens e feno. Entre os alimentos concentrados est√£o o farelo de soja, farelo de trigo, milho, aveia, farelo de arroz, triguilho e sorgo. √Ę‚ā¨ŇďO n√≠¬≠vel de produ√ß√£o do rebanho depende da ra√ß√£o. Na escolha da ra√ß√£o comercial, d√≠¬™ prefer√≠¬™ncia a f√°bricas certificadas pelo MA com controle de qualidade√Ę‚ā¨¬Ě, alertou.

Toda reclama√ß√£o originada das informa√ß√Ķes contidas no site de eDairy News ser√° submetida √† jurisdi√ß√£o dos Tribunais Ordin√°rios do Primeiro Distrito Judicial da Prov√≠ncia de C√≥rdoba, Rep√ļblica Argentina, sediado na Cidade de C√≥rdoba, com exclus√£o de qualquer outro local, incluso o Federal.

3 Comments

  1. Ricardo José said:

    Boa tarde, ao setor de compras do Laticí­nio.
    Cordialmente, venho me apresentar, me chamo Ricardo Jos√©, fa√ßo parte da equipe de vendas da MacroInox. Nossa empresa fornece a√ßo inox, a√ßo carbono, tubos, conex√Ķes, v√°lvulas, bombas, filtros, trocadores de calor, pasteurizadores, tanques e pe√ßas especiais conforme desenho isom√©trico e projeto, forne√ßo tudo soldado sem o cord√£o de solda interno e externo, pe√ßas perfeitas, com Certificado de qualidade e padr√Ķes Internacionais, podendo ser montado, no local, apenas unindo macho com f√≠¬™mea.
    Ao comprar da MACROINOX vocíª pode se creditar de ICMS de X% e de todo IPI destacado em nossa NF-e. Isso que torna sua compra mais competitiva. Havendo duvidas não deixe de nos comunicar.
    Gostaria de me colocar a disposi√ß√£o de voc√≠¬™s para cota√ß√Ķes e or√ßamentos.
    http://www.macroinox.com.br

  2. Ricardo JJ said:

    Cordialmente, venho me apresentar, me chamo Ricardo Jos√©, fa√ßo parte da equipe de vendas da MacroInox. Nossa empresa fornece a√ßo inox, a√ßo carbono, tubos, conex√Ķes, v√°lvulas, bombas, filtros, trocadores de calor, pasteurizadores, tanques e pe√ßas especiais conforme desenho isom√©trico e projeto, forne√ßo tudo soldado sem o cord√£o de solda interno e externo, pe√ßas perfeitas, com Certificado de qualidade e padr√Ķes Internacionais, podendo ser montado, no local, apenas unindo macho com f√≠¬™mea.
    Ao comprar da MACROINOX vocíª pode se creditar de ICMS de X% e de todo IPI destacado em nossa NF-e. Isso que torna sua compra mais competitiva. Havendo duvidas não deixe de nos comunicar.
    Gostaria de me colocar a disposi√ß√£o de voc√≠¬™s para cota√ß√Ķes e or√ßamentos.

  3. Ricardo JJ said:

    Setor de Compras, vendo A√≠‚Ä°O INOX, TUBOS 304, 316, TROCADOR DE CALOR, VALVULAS, CURVAS, REDU√≠‚Ä°√≠‚ÄĘES, TE RETO SOLDA 304, todas as polegas, tanques, com projeto isom√©trico, entrego tudo soldado, sem cord√£o de solda, com padr√Ķes Internacionais.
    site: http://www.macroinox.com.br
    Obrigado!!

*

Crit√©rios na modera√ß√£o de coment√°rios em termos de publica√ß√£o e Not√≠cias de produtos em todas as suas publica√ß√Ķes.

  • No s√© considerar√°n insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador √≥ editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirma√ß√£o de moderador.
  • Cr√≠ticas destructivas infundadas e gratuitas, express√Ķes de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xen√≥fobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar v√≠nculos de p√°ginas web sem links para o tema, corre√ß√Ķes eletr√īnicas, etc ...)
  • Coment√°rios que n√£o tem sentido com a nota no setor l√°cteo.

Related posts

ÔĽŅ
Top