#Mussarela de Búfala: Mais saudável e delicada que a mussarela comum

#Mussarela de Búfala: Mais saudável e delicada que a mussarela comum

 

Um dos queijos mais delicados e versáteis quando pensamos em combinação ou recheio para receitas, a mussarela de búfala tem conquistado um número cada vez maior de paladares brasileiros. Suave ao olfato, a mussarela de búfala permite que o perfume de outros ingredientes se destaquem no prato. E, branda ao paladar, pode compor tanto um almoço em família, quanto um jantar a dois. A búfala já é conhecida como fonte leiteira há muito tempo em vários países asiáticos. No Brasil, esta cultura vem se difundindo com relevante interesse nos últimos anos, destinando-se totalmente à produção de mussarela. O animal chegou ao País no fim do século 19, trazido da Ásia, e 50% do seu rebanho atual encontra-se na Ilha de Marajó, exatamente por onde ele entrou.

 

De acordo com um estudo realizado pela Empresa Brasileira de Pesquisa e Agropecuária (Embrapa), a mussarela de búfala tem 48% de proteína e 59% de cálcio a mais que a mussarela comum. Esses componentes, segundo a nutricionista Regina Célia Miguel, facilitam a dieta, fortalecem os músculos e protegem ossos e dentes. O laticínio com leite de vaca tem 100 Kcal, 8 gramas de gorduras totais, 7 gramas de proteínas e 189 miligramas de cálcio. Já a mussarela de búfala conta com 90 Kcal, 8 gramas de gorduras totais, 5 gramas de proteínas e 150 miligramas de cálcio.

 

Além disso, o leite de búfala possui o dobro da quantidade de ácido linoléico conjugado (CLA), também conhecido como Ômega 3, do que o leite de vaca. Essa substância, explica Regina, tem efeito anticancerígeno, e atua nos efeitos secundários da obesidade, da arteriosclerose e do diabetes. Ao invés de caroteno, que se transforma em vitamina A no corpo humano, o leite de búfala possui a própria vitamina A, daí os derivados de leite de búfala serem brancos e os de leite de vaca, amarelados.

 

Mesmo tendo menos calorias que a mussarela de vaca, entretanto, a nutricionista esclarece que a mussarela de búfala não é considerada um queijo magro. “Elas estão bem próximas em termos de calorias, gorduras e até mesmo de proteínas e cálcio”, explica. Para se considerar um produto light é necessário reduzir em 25% esses ingredientes. Por outro lado, a baixa quantidade de sódio faz com que o laticínio com 100% de leite de búfala reduza alguns riscos ao organismo. O excesso deste elemento faz com que o corpo retenha líquido, aumentando o volume dos rins. Nestes casos, pode elevar a pressão arterial e levar à falência do coração, cirrose ou doença dos rins.

 

Na hora de comprar, não se esqueça de procurar pelo selo de qualidade da Associação Brasileira dos Criadores de Búfalo. Outra dica é checar se a temperatura do refrigerador do supermercado está de acordo com o recomendado na embalagem do produto. É importante, também, observar o aspecto do queijo escolhido, que não pode estar amassado ou embolorado. Para Regina, além de leve e saudável, a mussarela de búfala é muito mais versátil do que se imagina. Apesar de ser pouco utilizado fora da combinação clássica com tomate seco e rúcula, o queijo é um ótimo ingrediente para a elaboração de pratos quentes, e até mesmo de doces. Por isso, selecionamos algumas receitas que utilizam a mussarela com leite de búfala para você experimentar em casa.

 

Fonte:Laticinio.net

 

 

 

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top