Nestlé construirá fazenda de gado leiteiro na Mongólia Interior – eDairyNews Últimas notícias
Sin categoría |22 mayo, 2012

Indústria | Nestlé construirá fazenda de gado leiteiro na Mongólia Interior

O gigante suí­ço de alimentos e bebidas Nestlé assinou um acordo com o governo da Região Autí´noma da Mongólia Interior,…

O gigante suí­ço de alimentos e bebidas Nestlé assinou um acordo com o governo da Região Autí´noma da Mongólia Interior, no norte da China, para construir uma nova fazenda de gado leiteiro na área.O governo do distrito de Barag Velho confirmou na terça-feira ter assinado um memorando de entendimento com a Nestlé para construir uma fazenda com 2 mil vacas leiteiras até o final de 2013.

O distrito é localizado próximo das pradarias de Hulunbuir, onde a Nestlé construiu uma fábrica de laticí­nios no distrito de Ergun em 2007.

Segundo o acordo, a Nestlé não será proprietária da fazenda, mas ajudará a administrá-la.

A companhia coleta leite fresco de cerca de 25 mil agricultores e pastores em sua fazenda em Ergun, para usá-lo em seus produtos.

A companhia suí­ça tem fábricas de laticí­nios nas cidades de Shuangcheng e Qingdao além de suas fazendas na Mongólia Interior. A companhia anunciou em janeiro que gastaria 2,5 bilhões de yuans (cerca de US$ 395 milhões) nos próximos cinco anos para treinar gerentes e melhorar a qualidade do leite produzido na planta em Shuangcheng.

por Agíªncia Xinhua

http://portuguese.cri.cn/561/2012/05/22/1s151455.htm

Qualquer reivindicação decorrente das informações contidas no site eDairyNews será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, com sede na cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outra jurisdição, incluindo a Federal.

1 Comentario

  • Pobres dos animais, se aqui no Brasil já são cruelmente tratados imagina na China onde crueldade com os animais é cultural e doentio. Duvido que a Nestlé se responsabilize por coibir tais práticas.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Notas relacionadas