Nilza diz ter selo de inspeção para reabrir laticí­nio

Nilza diz ter selo de inspeção para reabrir laticí­nio

Produção deve começar com 100 mil litros de leite ao diaProdução deve começar com 100 mil litros de leite ao dia

Aguardada para janeiro de 2012 e depois adiada, a reabertura da Indústria de Laticí­nios Nilza em Ribeirão Preto foi, finalmente, confirmada. Segundo informou nesta segunda-feira (9) a assessoria da Airex, dona do laticí­nio, a unidade conseguiu nesta segunda o selo do Serviço de Inspeção Federal (SIF), que a autoriza voltar a processar leite.

A unidade está desativada há dois anos devido a pendíªncias judiciais. Em março de 2009 entrou com processo de recuperação. Em janeiro de 2011, a Justiça decretou a falíªncia sob suspeita de fraude na venda, mas a decisão foi anulada no Tribunal de Justiça. Depois houve um recurso no Supremo Tribunal de Justiça para o qual, até esta segunda, não havia decisão.

A assessoria não deu detalhes sobre a data da retomada, mas disse que a retomada das atividades não depende do andamento do processo de recuperação judicial, mas do documento federal.

Colocar o leite no mercado, agora, diz a empresa, depende apenas de acertos sobre a fabricação das embalagens com a Tetrapak, o que pode ser concluí­do, no máximo, em duas semanas.

O advogado do sindicato que representa os empregados da Nilza, Lucas Terra, disse nesta segunda que ainda não tinha conhecimento da liberação, mas que teria repassado o valor mí­nimo dos salários da categoria para a empresa.

“Conforme nos informaram, são 110 pessoas já cadastradas e aguardando contato. O SIF era, até então, o que impedia religar as máquinas”, disse o advogado.

A fábrica local, localizada na rodovia Anhanguera deve começar com a produção diária de 100 mil litros de leite longa vida. O leite deve vir de produtores de Minas Gerais e cidades do interior de São Paulo. A Airex adequou a linha de produção mesmo com o processo inconcluso.

Fonte: http://www.jornalacidade.com.br

Tags: ,
Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top