Novo estudo revela que consumo de combinação protéica

Novo estudo revela que consumo de combinação protéica

Este foi o primeiro estudo a analisar uma combinação de proteí­nas em comparação com proteí­na do soro do leite para a sí­ntese muscular

Foi apresentado na última semana durante o evento Experimental Biology 2012 (Biologia Experimental 2012), nos Estados Unidos, um estudo clí­nico inédito, cujos resultados sugerem que o consumo de uma combinação protéica (combinação de soja, soro do leite e caseí­na) após o exercí­cio fí­sico pode ser melhor para a construção muscular. Especificamente, a combinação de proteí­nas utilizada neste estudo revelou um aumento na “janela anabólica” – tempo necessário para a construção muscular após o exercí­cio – dos indiví­duos.

“Este estudo confirma que o consumo de uma combinação de proteí­nas (soja, soro do leite e caseí­na) em comparação com a utilização exclusivamente da proteí­na do soro do leite proporciona um fornecimento prolongado de aminoácidos para os músculos, o que a torna ideal para o consumo após o exercí­cio de resistíªncia”, afirmou Dr. Rasmussen, professor e presidente interino do Departamento de Nutrição e Metabolismo no Departamento Médico da Universidade do Texas (EUA) e autor síªnior deste estudo. “Os resultados deste estudo são fundamentais para os consumidores de produtos do mercado de nutrição esportiva e para os indiví­duos regularmente ativos”.

A proteí­na utilizada neste estudo era uma combinação composta de 25% de proteí­na isolada de soja, 25% de proteí­na isolada do soro do leite e 50% de caseí­na. Essa combinação de proteí­nas foi determinada em um estudo pré-clí­nico, que foi apresentado na Experimental Biology de 2011.

As proteí­nas da soja, do soro do leite e a caseí­na são absorvidas em velocidades diferentes durante a digestão. A proteí­na do soro do leite é considerada uma proteí­na “rápida” porque é absorvida rapidamente, enquanto a caseí­na, uma proteí­na “lenta”, pois requer várias horas para ser digerida. A habilidade da proteí­na da soja em fornecer aminoácidos é “intermediária”, o que significa que as suas concentrações no sangue tíªm picos mais tardios se comparada ao soro do leite, mas sua taxa de digestão é muito mais rápida do que a da caseí­na. Assim, o efeito das tríªs proteí­nas combinadas promove o fornecimento prolongado de aminoácidos para os músculos.

“Os músculos não se recuperam em 30 minutos. São necessárias, pelo menos, de 24 a 48 horas para que os músculos se recuperem após um exercí­cio de resistíªncia”, afirmou Greg Paul, diretor de marketing global de nutrição esportiva e controle de peso da Solae. “Esse estudo mostrou que as combinações protéicas podem proporcionar um fornecimento de aminoácidos por até cinco horas, o que significa que se vocíª consumir um produto ou shake de proteí­nas com essa combinação, o efeito prolongado fornecerá aminoácidos essenciais para alimentar seus músculos até a sua próxima refeição.”

O estudo, intitulado: “O efeito da combinação de proteí­na em comparação com a ingestão de proteí­na do soro do leite na sí­ntese protéica muscular após o exercí­cio de resistíªncia”, foi um ensaio clí­nico duplo cego, randomizado, que avaliou dezenove adultos antes e após a ingestão de ~19 gramas de proteí­nas da combinação ou de ~17,5 gramas de proteí­nas do soro do leite (10 e 9 indiví­duos, respectivamente, por grupo).

Mais detalhes do estudo serão apresentados na próxima reunião anual da American College of Sports Medicine (Faculdade Americana de Medicina Esportiva), de 29 de maio a 2 de junho, em São Francisco, Califórnia (EUA). Este estudo utilizou a proteí­na isolada de soja SUPRO® da Solaeâ„¢.

SUPRO® e SOLAE® são marcas registradas ou marcas da Solae, LLC.

http://www.segs.com.br

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.


Top