Novo passo para levar Vigor í  bolsa

Novo passo para levar Vigor í  bolsa

Maior processadora mundial de carnes, a JBS pode desembolsar até US$ 6,75 milhões para convencer parte de seus credores a aprovar uma mudança contratual que permita í  empresa prosseguir com o plano de desmembrar e abrir o capital da Vigor Alimentos.

Esses credores detíªm aproximadamente US$1,35 bilhão em bí´nus emitidos em 2006 e 2009, antes da fusão com o Bertin. A multinacional vai pagar um “príªmio” de US$ 5 para cada US$ 1.000 de dí­vida aos que aceitarem o acordo.

A mudança proposta permite í  JBS fazer pagamentos com ações e outros ativos de qualquer uma de suas subsidiárias “não essenciais”, desde que esses dispíªndios não excedam o limite de 2% da receita da JBS. A condição já estava prevista nas emissões recentes da companhia, mas não nos tí­tulos mais antigos.

A JBS precisa que a maioria simples desses credores aprove a mudança para que possa recomprar parte de suas ações e usar os papéis da Vigor como pagamento, conforme prevíª o plano de permuta de ações apresentado pela companhia. A aceitação dos credores, que tíªm até o dia 3 de maio para decidir, é uma das últimas pendíªncias para que a operação seja concluí­da.

Em fevereiro, a JBS anunciou a intenção de separar a Vigor, sua controlada integral, e listá-la na BM&FBovespa. Na operação, o frigorí­fico vai adquirir até 149,71 milhões de ações ordinárias de sua própria emissão por R$ 7,96 em troca das novas ações da Vigor.

A matéria é de Gerson Freitas Jr, do Valor

Tags: ,
Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top