NZ: programa da Fonterra incentiva consumo de leite nas escolas

NZ: programa da Fonterra incentiva consumo de leite nas escolas

O programa de leite escolar da cooperativa neozelandesa, Fonterra – Milk for Schools Programme – impulsionou a proporção de crianças que suprem com as diretrizes nacionais para o consumo de lácteos em 12%, de acordo com um relatório publicado pela companhia.

O programa, lançado em 2013 e expandido em 2014, visa oferecer a todas as crianças do nível primário da Nova Zelândia acesso a uma porção grátis de leite desnatado todos os dias na escola. Desde que o programa começou, distribuiu mais de 70 milhões de caixas de leite às escolas de todo o país, incluindo comunidades remotas, como Chatham Island e Great Barrier Island.

O relatório da Fonterra mostrou que o número de crianças que cumprem com as diretrizes de consumo de lácteos em dias escolares aumentou de 85% para 93% após dois anos. O peso, a altura, o tamanho da cintura e os índices de massa corpórea (IMC) das crianças aumentaram durante dois anos – mas o zIMC, que leva em consideração os efeitos do desenvolvimento da criança sobre seu IMC, permaneceram estáveis.

A professora associada de nutrição da Universidade de Auckland, Clare Wall, que conduziu o estudo, explicou que as descobertas mostram que “o programa esteve associado com uma melhora significativa na proporção de crianças que cumprem com as diretrizes nutricionais da Nova Zelândia para o consumo de leite e derivados, sem um impacto negativo nos escores de zIMC”.

O guia nacional para o consumo de lácteos da Nova Zelândia para crianças na escola primária é de duas a três porções por dia, com cada porção equivalente a 250 mL de leite ou 150 gramas de iogurte. A Fonterra disse que muitas crianças não cumprem essa meta.

O estudo foi conduzido com 511 crianças com idade escolar primária no ano base, que caiu para 379 participantes dois anos depois. A gerente geral da Fonterra na área de nutrição, Angela Rowan, disse: “Tradicionalmente, as crianças bebem menos leite à medida que ficam mais velhas, porque começam a beber refrigerantes e sucos. É bom ver que isso aconteceu com uma pequena parcela das crianças nesse estudo, o que de fato pode demonstrar um aumento no consumo de leite”.

Segunda ela, por meio do Fonterra Milk for Schools, o gosto das crianças por leite e o entendimento da importância dos lácteos na nutrição estão resultando em mudanças positivas com relação ao que elas estão bebendo.

O estudo mostrou que o número de crianças que consomem a quantidade recomendada de lácteos fora da escola também aumentou. “Uma das melhores coisas que vimos é que, junto com o leite extra que elas obtêm na escola, estão escolhendo beber leite nos finais de semana também”, disse Rowan.

“Os lácteos podem ter um papel vital em uma dieta saudável balanceada e pesquisas mostram que crianças que consomem leite e produtos lácteos melhoraram a saúde dos ossos e dos dentes”, disse Wall. “É bom ver que, por meio do Fonterra Milk for Schools, essas crianças estão consumindo lácteos regularmente com uma idade na qual estão formando hábitos que podem perdurar por toda a vida”.

 

http://www.milkpoint.com.br/industria/cadeia-do-leite/giro-de-noticias/nz-programa-da-fonterra-incentiva-consumo-de-leite-nas-escolas-102574n.aspx

Tags: ,
Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top