NZD/USD: com a redução de abastecimento mundial com os produtos laticínios no segundo plano. – eDairyNews Últimas notícias
Brasil |2 noviembre, 2016

Indústria | NZD/USD: com a redução de abastecimento mundial com os produtos laticínios no segundo plano.

A subida do dólar australiano provocou o crescimento de outras divisas das “matérias-primas” em relação ao dólar dos EUA, incluíndo o dólar neozelandês.

A subida do dólar australiano provocou o crescimento de outras divisas das “matérias-primas” em relação ao dólar dos EUA, incluíndo o dólar neozelandês. Como já está conhecido, o BRA deixou hoje a taxa de referência na Austrália sem alterações em mesmo nível 1,5%. Na sua declaração, o BRA referiu que “considerando as informações existentes e após de suavizar a política monetária e de crédito nas reuniões em maio e agosto, a gerência do banco decidiu que manter a política anterior nesta reunião correspondesse ao crescimento estável da economia e ao alcance de nível-alvo da inflação com os tempos”. Também hoje, os preços das matérias-primas crescentes facilitaram o encarecimento do dólar neozelandês. Assim, o índice dos preços das matérias.primas de BRA publicado hoje e considerado como um indicador adiantado de alterações dos preços da exportação, cresceu 16% em outubro (em valor anual). As alterações de preços influem diretamente no PIB dos países com as economias dependentes de exportação de matérias-primas e nas cotações das moedas destes países. Além disso, Nova Zelândia pertence a este tipo de países e principal verba da exportação do mesmo é o leite em pó e outros produtos laticínios.

O dólar neozelandês recebe um apoio de melhoramento de condições do comércio externo na Nova Zelândia, devido a queda de abastecimento mundial com os produtos laticínios e quase inevitável crescimento dos preços dos mesmos, ou seja, principal verba de exportação deste país.

Também, a taxa de referência na Nova Zelândia mantem-se relativamente alta, embora a probabilidade de sua sucessiva redução. A taxa de referência atual neste país se encontra em nível 2% e mantem-se uma das mais altas no mundo entre os países desenvolvidos. Isto atrai os investidores em compras quase seguras de moeda neozelandesa que produz os lucros e também, os traders que utilizam as estratégias “carry-trade”, quando uma moeda mais cara está adquirida a conta de uma mais barata.

Embora que o Banco de Reserva da Nova Zelândia talvez, reduzirá novamente a taxa de referência em novembro (reunião do regulador está marcada para dia 9 de novembro) e provavelmente, em 1º semestre do ano 2017, o dólar neozelandês mantem suas posições no mercado de divisas e o par NZD/USD se encontra numa tendência ascendente estável.

Das notícias de hoje, estamos aguardar os dados sobre EUA. Das 17:00 às 18:00 (GMT+3), será publicada uma série de índices macroeconómicos importantíssimos de EUA em outubro: índice da aceleração gradual de inflação de ISM (previsão é 54), índice da atividade empresarial em setor industrial de ISM (previsão é 51,5)

Se os dados forem inferior de previsões, isto impulsionará adicionalmente o par NZD/USD.

Em caso contrário, se os dados sobre EUA forem fortes, o dólar estadunidense recuperará rapidamente as posições perdidas.

No período depois das 18:00, se publica o índice dos preços dos produtos laticínios que provoca um salto da volatilidade em operações com o dólar neozelandês. A licitação de produtos laticínios percorrida duas semanas atrás, mostrou que os preços mundiais destes produtos cresceram ligeiramente. O índice dos preços dos produtos laticínios elaborado por Global Dairy Trade, foi publicado com o valor 1,4%. Principal verba da exportação do país é mesmo o leite em pó. A descida ordinária dos preços pressionará a moeda neozelandesa e ao contrário.

https://www.liteforex.br.com/trading/detail/analytics/72125/

Qualquer reivindicação decorrente das informações contidas no site eDairyNews será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, com sede na cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outra jurisdição, incluindo a Federal.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Notas relacionadas