O leite é uma commodity? – eDairyNews Últimas notícias
Sin categoría |18 mayo, 2012

Indústria | O leite é uma commodity?

O leite em pó é considerado uma commodity no mercado internacional, assim como o petróleo, a soja, o ouro e…

O leite em pó é considerado uma commodity no mercado internacional, assim como o petróleo, a soja, o ouro e outros minerais. Na década de 90, o produto chegou a valer menos de US$ 1.000 a tonelada; no ano passado, superou em alguns momentos os US$ 4.000 a tonelada e, atualmente, está em cerca de US$ 2.500/US$ 2.600 a tonelada.

Um alimento de primeira necessidade deve ser considerado como tal, tão emblemático e com caracterí­sticas que serve essencialmente para o desenvolvimento, não somente fí­sico, mas também intelectual principalmente de crianças. í‰ necessário que esse produto esteja exposto aos vaivens dos “mercados especulativos”?

Atualmente, lemos e escutamos a grande preocupação de certos setores dirigentes que questionam se o setor leiteiro corre perigo, se será substituí­do pela soja, se será um produto de exportação e etc. Será que em algum momento, chegou-se a planejar a produção na Argentina 20 bilhões de litros e exportação a preços mais baixos? E que China, índia e ífrica necessitam alimentar mais e melhor sua população, entre outras coisas?

São pouco os paí­ses que tem condições de produzir esse produto e a Argentina é um dos mais bem posicionados. No entanto, os produtores não são os mais indicados a armar uma polí­tica sustentável no tempo. Porém, é necessário ter consciíªncia de que para que seja “sustentável” no tempo, não se pode estar í  mercíª nem de mercados, nem da falta de polí­ticas internas sensatas.

A reflexão que se deve fazer é se não temos que divulgar em todos os í¢mbitos, nacionais primeiro e mundiais depois, que esse é um alimento fora de comparação com qualquer outro, portanto, todos os “setores econí´micos” do mundo tíªm que fornecer a segurança na produção de leite. Essa não deve estar exposta a nenhuma outra coisa a não ser o clima, que já não é pouco, e deve-se saber que, produzindo de forma eficiente em sua propriedade e com a qualidade requerida, seu futuro não é uma incerteza como é atualmente.

Esse aparente benefí­cio para o produtor leiteiro seria muito maior para os outros “setores econí´micos” (informática, automotriz, construção, profissionais, comércios e serviços, etc.), dado que, ao aumentar a população com maior coeficiente intelectual, aumenta automaticamente as pessoas em condições de consumir produtos com alta tecnologia incorporada.

Conclusão: o leite não é uma “commodity”. í‰ o único alimento que não pode ser substituí­do no desenvolvimento dos primeiros seis anos de vida de uma pessoa. Os produtores não podem ficar expostos ao mercado, sendo que a especulação financeira os poderão castigar pela sobreoferta do produto.

O artigo é de Victor Viotti

Qualquer reivindicação decorrente das informações contidas no site eDairyNews será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, com sede na cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outra jurisdição, incluindo a Federal.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Notas relacionadas