Perspectivas do mercado lácteo – Europa- Relatório 01/2018 de

Perspectivas do mercado lácteo – Europa- Relatório 01/2018 de 04 de janeiro de 2018

Leite/Europa – A expectativa é de que haverá expansão da produção de leite na Europa, no primeiro semestre de 2018. Analistas observam que existe crescimento do rebanho e também ampla oferta de alimentos. Mesmo que a Irlanda esteja com baixos estoques de forragens, a União Europeia (UE) como um todo, está em condições de produzir mais leite.

Os debates se desenrolam quanto ao possível acolhimento pela UE de leite em pó desnatado (SMP) para os estoques de intervenção durante 2018. As opiniões fortalecem a ideia de direcionar leite para a produção de queijo e leite em pó integral (WMP). Embora a retirada do Reino Unido da UE tenha sido amplamente difundida, as discussões sobre a Política Agrícola Comum (PAC) sem o Reino Unido não foram iniciadas. Existem divergências entre os países membros da UE quanto à forma de estabelecer um equilíbrio entre a PAC e as particularidades existentes entre as diversas regiões da UE. Os estados membros observam cada vez mais que as diferenças entre áreas áridas do Mediterrâneo, ou as regiões subárticas, ou ainda as terras chuvosas que margeiam o Atlântico precisam de políticas leiteiras específicas. Debates sobre esses temas serão realizados ao longo de 2018. Recentemente o queijo vem sendo, cada vez mais, confirmado como um importante produto lácteo para a UE. Entre janeiro e outubro de 2017 foram exportadas 695.280 toneladas de queijos pela UE, representando aumento de 4% em relação ao mesmo período do ano anterior, de acordo com a Eurostat. Os três principais destinos das exportações são: Estados Unidos, 116.759 toneladas, sem variação; Japão, 80.810 toneladas (+25%); e Suíça, 50.439 toneladas, (+7%). Os esforços para aumentar a produção de leite ainda não foram suficientes para que a Rússia deixe de ser um importador de leite e produtos lácteos, para atender a demanda doméstica. De janeiro a outubro de 2017 a produção aumentou ligeiramente, 0,7%, em relação ao mesmo período de 2016. Para ajudar a atender a demanda russa, as importações de leite a granel de janeiro a setembro, mais que dobraram. As importações de leite empacotado de janeiro a setembro aumentaram 11,2%. Enquanto a produção de manteiga na Rússia aumentou 6,5%, as importações cresceram 13,7%. A produção doméstica de leite em pó desnatado (SMP) aumentou 14,3%, enquanto as importações, que representam 139% da produção doméstica, caíram 6%. A produção de leite em pó integral (WMP) subiu 45,2%, mas as importações que representam 65% da produção russa, aumentaram 26,9%. Os preços do SMP na Europa tiveram recuperação nos valores mínimos, mas, os valores máximos ficaram estáveis. A cotação nesta primeira semana do ano é inferior à verificada na primeira semana de 2017 (2175-2275). Durante a maior parte do ano de 2017 os preços do SMP ficaram com tendência de baixa. A demanda de SMP é fraca, mesmo para um período de férias, e as encomendas são poucas. Não existe expectativa de recuperação significativa de preços neste início de 2018. Com SMP armazenado como resultado do programa de intervenção, que possivelmente já passaram do limite de validade para ser vendido para consumo humano, especialmente dentro de um contexto de aumento contínuo de produção, o questionamento é sobre o que fazer com esses estoques. Prevalece então incertezas que não são boas para recuperação do mercado. Alguns produtores de soro de leite estão apreensivos com a possibilidade do SMP ser vendido para o mercado de ração animal, ainda que ações oficiais nesse sentido não tenham sido tomadas. A UE exportou, entre janeiro de outubro de 2017, 663.481 toneladas de SMP. Aumento de 39% em relação ao mesmo período de 2016, segundo a Eurostat. Os três principais destinos foram: Argélia, 104.238 toneladas (+45%); China 64.901 toneladas, (+65%); e Indonésia, 53.725 toneladas, (+35%).

 

 

http://www.terraviva.com.br/site/index.php?option=com_k2&view=item&id=15411:perspectivas-do-mercado-lacteo-europa-relatorio-01-2018-de-04-de-janeiro-de-2018

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top