#Portalacteo: Produção de leite no paí­s pode crescer 4% em 2012 – eDairyNews Últimas notícias
Sin categoría |20 julio, 2012

Brasil | #Portalacteo: Produção de leite no paí­s pode crescer 4% em 2012

Produção de leite no paí­s pode crescer 4% em 2012A produção formal de leite no Brasil poderá crescer de 3%…

Produção de leite no paí­s pode crescer 4% em 2012A produção formal de leite no Brasil poderá crescer de 3% a 4% em 2012, segundo projeção divulgada pela Scot Consultoria a partir da análise de dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatí­stica (IBGE). Em 2011, conforme o IBGE, foram 21,8 bilhões de litros.Considerada também a participação do leite informal, que não passa por laticí­nios e cooperativas, o volume alcançou cerca de 31 bilhões de litros. No primeiro trimestre deste ano, o IBGE registrou a captação “formal” de 5,7 bilhões de litros, 4,4% mais que em igual intervalo de 2011.

A região Sul, que lidera a produção nacional, puxou o incremento verificado, com alta de 15,7%. Apesar dos í­ndices negativos registrados em abril (queda de 5,5% na captação nacional) e em maio (3%) e da ligeira alta em junho (aumento “preliminar” de 1,4%), a expectativa é que a produção leiteira retome sua força no segundo semestre, quando termina a entressafra e as pastagens tornam-se de melhor qualidade. A projeção não descarta as pressões que podem influenciar os resultados.

Entre elas estão o aumento dos custos causado pela alta dos preços dos farelos – consequíªncia das cotações elevadas dos grãos – e a interferíªncia do clima, cuja estiagem causou graves danos em algumas regiões do paí­s. (Fonte: Jornal Valor Econí´mico)

Fonte: Sistema OCB/TO

http://www.cooperativismo.org.br/cooperativismo/noticias/noticia.asp?id=18192

Qualquer reivindicação decorrente das informações contidas no site eDairyNews será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, com sede na cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outra jurisdição, incluindo a Federal.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Notas relacionadas