Australianos querem vender mais leite ao mercado chiníªs

#Portalacteo:Australianos querem vender mais leite ao mercado chiníªs

Nova York, 13/09/2012 – Os produtores de laticí­nios do estado de New South Wales, na Austrália, estão se voltando para a China e tíªm negociado com o governo local e supermercados chineses para exportar leite fresco diretamente para Xangai, Pequim e Hong Kong, como forma de aumentar suas margens de lucro.

Mike Logan, executivo-chefe da Dairy Connect NSW, disse que a indústria já conseguiu transportar leite fresco de Sidney para supermercados em Xangai em menos de um dia. Ele agora planeja um embarque maior para testar se a ideia é economicamente viável.

Os produtores de leite da Austrália foram prejudicados pela guerra de preços entre as duas maiores cadeias de supermercados do paí­s – Cole se Woolworths -, que chegam a vender com prejuí­zo para atrair consumidores. Logan disse que cerca de 40% dos produtores do estado deixaram o negócio nos últimos dois anos devido aos descontos.

A Austrália já exporta cerca de 43% da sua produção de leite, sendo o terceiro no ranking mundial de comércio do produto, detendo cerca de um décimo do mercado global, segundo a Dairy Australia. A ísia representa cerca de tríªs quartos dos 2,75 bilhões de dólares australianos (US$ 2,89 bilhões) exportados pelo setor e a China é o mercado que mais cresce para o produto australiano. As informações são da Dow Jones.
Fonte: Agencia Estado

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.


Top