Clone de vaca da raça Flamenga nasce em Santa Catarina

#Portalacteo:Clone de vaca da raça Flamenga nasce em Santa Catarina

Nasceu, em Santa Catarina, a bezerra Brisa, clone de uma vaca da raça Flamenga, que está em extinção no Brasil. O animal, que nasceu com 47 kg, é resultado de estudos realizados pelo Laboratório de Reprodução Animal do Centro de Ciíªncias Agroveterinárias (CAV) da Universidade do Estado de Santa Catarina.

O animal de origem faz parte de um rebanho de cerca de 50 animais, localizado na Estação Experimental da Empresa  de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri). A vaca é portadora da patologia Free Martib, que a impede de ter filhos. Isso ocorre quando, na gestação, há a troca sanguí­nea com gíªmeo de sexo masculino e a fíªmea por ação dos hormí´nios masculinos não desenvolve os órgãos sexuais.

Brisa é o segundo clone da fíªmea Flamenga. A primeira bezerra chamada “Primavera” sobreviveu apenas dez minutos, mas exames realizados no CAV confirmaram que o animal era fértil.  De acordo com o coordenador do laboratório Udesc, professor Alceu Mezzalira, a bezerra Brisa contribuirá com a própria espécie, que está em extinção

“Como essa vaca não possui parentes, haverá a possibilidade de termos animais saudáveis para a reprodução, já que os 50 animais aqui existentes tem um estreito parentesco, que com os cruzamentos, podem gerar algumas patologias, visto que geneticamente são muito parecidos”, explica Mezzalira.  Conforme ele, para verificar se o clone nasceu 100% saudável é necessário aguardar alguns dias, durante os quais serão feitos uma série de exames.

Fonte: matéria adaptada do Governo de Santa Catarina

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.


Top