Governo vai comprar milho no mercado para abastecer Sul e Nordeste

#Portalacteo:Governo vai comprar milho no mercado para abastecer Sul e Nordeste

BRASíLIA – O governo federal decidiu comprar milho diretamente do mercado para resolver problemas de abastecimento verificados principalmente nas regiões Sul e Nordeste, atingidas por uma seca prolongada.

Segundo o secretário de Polí­tica Agrí­cola do Ministério da Agricultura, Caio Rocha, serão lançados contratos de opção de compra para 150 mil toneladas de milho. A estimativa é que tal operação tenha um custo de R$ 90 milhões e resolva o problema de abastecimento no mercado de balcão até o fim do ano.

O acerto, que agora precisa ser formalizado por portaria interministerial, foi feito hoje, após reunião do Ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro, com o Ministro da Fazenda, Guido Mantega.

De acordo com Rocha, deverão ser exercidas opções de compra de 75 mil toneladas no Paraná, para abastecer o mercado do Rio Grande Sul e Santa Cataria.

Outras 75 mil toneladas provenientes do Mato Grosso irão suprir a demanda no mercado do Nordeste. O governo estava com dificuldade para comprar milho devido a alta do preço do grão.

“Com essas 150 mil toneladas regularizarí­amos a questão de abastecimento do balcão que é o compromisso que o governo tem com o produtor rural”, disse o secretário.

O contrato de opção de compra normalmente é utilizado para tentar elevar o preço de uma mercadoria. Neste caso, porém, a ideia é enfrentar a questão de abastecimento.

O contrato prevíª a entrega do produto no destino. “Quem arrematar os príªmios tem o compromisso de entregar o produto nos armazéns que nós determinarmos. O produtor vai pagar o que está estipulado no balcão”, disse o secretário.
Fonte: Valor Econí´mico

Tags: ,
Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top