Prefeitura busca maior adesão de produtores em programa leiteiro

#Portalacteo:Prefeitura busca maior adesão de produtores em programa leiteiro

A Fundação de Meio Ambiente e Desenvolvimento Agrário, veiculada í  Secretaria de Desenvolvimento Sustentável, está trabalhando para beneficiar um número bem maior de pequenos produtores rurais com um programa de apoio í  bacia leiteira desenvolvido pelo IBS (Instituto BioSistíªmico), de São Paulo, por meio de uma parceria envolvendo a Prefeitura Municipal e o Serviço de Apoio í s Micro e Pequenas Empresas do Mato Grosso do Sul (Sebrae-MS). São os projetos Vaca Móvel, Rufião e Agromóvel, que já atendem um grupo de 17 produtores da região.

O programa foi apresentado em junho aos produtores e em agosto, passou ser desenvolvido em 17 pequenas propriedades rurais pertencentes a criadores de gado, interessados em melhorar o rebanho, com ganho direto na produção leiteira. Em um primeiro momento, foi executado o projeto Rufião, que permite um diagnóstico de gestação e manejo sanitário do rebanho, visando obter um maior í­ndice de fertilidade com menor intervalo entre partos.

O trabalho foi realizado pelo médico veterinário Carlos Leite Junior, contratado pelo IBS que em outubro, vai realizar novas visitas a estas propriedades rurais para mais uma etapa, que será a inseminação das vacas cadastradas no míªs passado quando, por meio da ultrassonografia, ele repassou aos produtores, um diagnóstico de gestação das vacas, programando o gado para a inseminação artificial, para poder apurar a qualidade genética do rebanho, para melhorar a produção leiteira.

Carlos Leite Junior informou que o programa visa a melhoria genética do rebanho e que, pela primeira vez, é desenvolvido nos assentamentos de Corumbá. “Já trabalho grandes propriedades rurais desde 2008, mas somente agora estamos iniciando nos assentamentos. Isto será muito bom para os pequenos produtores, já preparando para melhorar a produção leiteira”, observou.

O veterinário comentou que após o projeto Rufião, as vacas cadastradas serão preparadas para a inseminação prevista para outubro. O síªmen utilizado na região será de reprodutores girolando.

Além da inseminação, em outubro, as 17 propriedades incluí­das no programa serão visitadas pela equipe do Vaca Móvel para monitorar a cadeia produtiva do leite, maximizando os resultados da produção. Trata-se de um laboratório móvel responsável pela analise da qualidade do leite e as condições de higiene durante a ordenha.

Nas visitas programadas serão realizadas análises fí­sico-quí­micas sobre coloração, viscosidade, porcentagem do teor de gordura, porcentagem do extrato seco desengordurado, aguagem no leite, de proteí­na, quantidade de sólidos totais, densidade do leite, temperatura e congelamento e graduação da acidez.

Este processo é seguido pelo Agromóvel, projeto que vai permitir verificar a nutrição e manejo de pastagem, identificando boas práticas e simulando a ingestão de alimentos do gado. “Vai auxiliar o produtor no momento do plantio de sua pastagem, do alimento para o gado, com análise de solo para saber o que plantar, como plantar e ainda dividir os piquetes para melhor aproveitamento do pasto”, disse Junior.

O agrí´nomo Luis Auri Pereira, da Fundação de Meio Ambiente e Desenvolvimento Agrário (Funterra), comentou que este é o primeiro grupo de pequenos produtores atendidos pelo programa. Conforme ele, a intenção da Prefeitura é ampliar, atendendo outras propriedades, buscando alavancar a bacia leiteira na região. Disse que é preciso a classe produtora aproveitar as vantagens oferecidas. Para se ter uma ideia, o Sebrae é responsável por 80% do programa, a Prefeitura por 15%, enquanto o produtor entra com apenas 5%.

A expectativa do pequeno produtor José Dí­lson de Jesus Vieira é grande. Com 53 cabeças de gado em sua propriedade no Taquaral, ele conta com um touro reprodutor. Aderiu ao programa para melhorar a raça e, em consequíªncia disso, ter uma boa produção de leite.

“Estávamos correndo atrás disso já uns tríªs ou quatro anos. A oportunidade chegou e a nossa esperança é melhorar o rebanho com a inseminaçção artificial”, comentou Dilson, já vislumbrando bons resultados a partir de outubro, quando oito vacas, quatro dele e quatro da mãe, Izaulina Rosa de Jesus, serão inseminadas artificialmente.

http://www.correiodecorumba.com.br/?s=noticia&id=6998%22

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top