Preço baixo derruba produção de leite – eDairyNews Últimas notícias
Brasil |26 septiembre, 2017

Leite | Preço baixo derruba produção de leite

Preço/RO – A Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa de Rondônia não descarta a possibilidade de convocar os laticínios que atuam no Estado

Preço/RO – A Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa de Rondônia não descarta a possibilidade de convocar os laticínios que atuam no Estado para que prestem esclarecimentos sobre o preço do leite que é pago atualmente ao produtor.

Segundo o presidente da comissão, deputado Lazinho Dobri (Fetagro), hoje o preço do litro de leite pago ao produtor gira em torno de R$ 0,85, contribuindo para desestimular a produção de leite no Estado. “Antes o preço era regulado pelo Conseleite, mas hoje predomina o preço que eles (laticínios) querem pagar. Existe um cartel sim porque tudo é definido entre os laticínios, que se fecham e entre eles mesmos definem a política de preço do leite que é pago ao produtor”, disse o parlamentar. O deputado Lazinho criticou o governo que, segundo ele, normalmente mantém neutralidade diante da situação. “Enquanto concedente dos incentivos fiscais, o governo deveria atuar diretamente nesse processo porque os incentivos fiscais concedidos representam dinheiro público que é investido pelas empresas”, salientou o presidente da Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa. Para ele, a política de incentivos fiscais deve ser rediscutida. “Enquanto os incentivos fiscais oferecidos pelo Estado aos laticínios chegam aos 90%, o produtor rural não ganha praticamente nada. Por isso mesmo entendemos que novas regras devem ser implementadas na área de incentivos fiscais”, acrescentou.

www.diariodaamazonia.com.br/preco-baixo-derruba-producao-de-leite/

 

Qualquer reivindicação decorrente das informações contidas no site eDairyNews será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, com sede na cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outra jurisdição, incluindo a Federal.

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Notas relacionadas