Preço do #leite sofre reajuste e consumidor já sente efeitos

Preço do #leite sofre reajuste e consumidor já sente efeitos

 

A valorização do litro do leite ao produtor, mesmo Mato Grosso estando no período das águas, impactou no preço pago pelo consumidor pelo leite e seus derivados. No primeiro trimestre de 2014 o preço do leite pago ao produtor registrou uma variação positiva de 1,46%, ao contrário do período o ano passado quando houve uma estabilidade. Em abril o litro do leite UHT integral (caixinha) chegou a subir 21,49% no comparativo com o mês em 2013, atingindo a média de R$ 2,94 ao consumidor em Cuiabá.

Segundo levantamento mensal da cadeia do leite feito pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), em abril o litro do leite UHT integral era visto em média a R$ 2,94 nas gôndolas dos supermercados de Cuiabá, uma valorização de 21,49% em relação a abril em 2013 e de 8,89% no comparativo com março. Entretanto ao se analisar com janeiro é visível uma estabilidade.

Já o leite UHT semidesnatado subiu 22,59% ante 2013 e 8,52% diante março e foi visto em média a R$ 2,93 nos supermercados, enquanto o litro do leite UHT desnatado registrou leve incremento de 4,02% frente abril do ano passado e queda de 4,07% ante março sendo visto em média a R$ 2,59 o mês passado.

O queijo prato foi o que mais subiu em abril no comparativo com o ano passado. A alta foi de 28,16% e o quilo era encontrado em torno de R$ 28,22. Entretanto ao se comparar com março houve leve recuo de 6,77%.

“O leite pago ao produtor atingiu níveis elevados para os padrões da bovinocultura leiteira mato-grossense e mesmo nos períodos das chuvas ou safra, este não caiu como de costume. Para os próximos meses, vislumbra-se uma capacitação dentro da normalidade em abril/14, já que a precipitação para o mês foi acima do normal, o que garante a oferta de alimentos à vacada e a produção leiteira”, diz o Imea em seu boletim mensal do leite.

Segundo o levantamento, a comparação mensal de março e fevereiro registrou alta de 2,63% no litro pago ao produtor. Em fevereiro eram pagos em média R$ 0,768 por litro e em março R$ 0,788 por litros. “Para se ter uma ideia, os preços recebidos nos três primeiros meses de 2014 (R$ 0,777/litro) foram superiores em 20,40% aos preços do mesmo período do ano de 2013 (R$ 0,645/litro)”, frisa o imea.

De acordo com o Imea, em Mato Grosso choveu além do esperado em 2014. “Diferentemente dos outros Estados produtores de leite no país, Mato Grosso choveu além do que se era esperado, já que a média histórica é 219,50 milímetros e em março/13 choveu 322,9 milímetros e em março/14 choveu 267,6 milímetros, fator esse que contribui para que a captação de leite continue elevada”.

http://www.cenariomt.com.br/noticia/357305/preco-do-leite-sofre-reajuste-e-consumidor-ja-sente-efeitos.html

 

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top