Preço do litro do #leite em Mato Grosso tem aumento de 23%, diz Imea

Preço do litro do #leite em Mato Grosso tem aumento de 23%, diz Imea

 

Dados são referentes aos meses de abril de 2013 e 2014. Tendência é de aumento para os próximos meses.

 

O preço médio do litro de leite pago em Mato Grosso teve aumento de 23,72%. Últimos dados divulgados pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), referentes ao mês de abril, mostram que o produto chegou a custar R$ 0,800 o litro, ante a R$ 0,647 o litro em abril de 2013.

No período de outubro/12 a abril/13, o preço apresentou um aumento de 13,57%, e entre outubro/13 e abril/14, o valor praticado apresentou estabilidade, aumentando apenas 0,45%, porém acima das médias históricas.

De acordo com os analistas do Imea, este cenário mostra que mesmo na safra o preço vem subindo, devido à seca no sudeste que afetou a produção nacional, juntamente com a demanda elevada.

O preço para o mês de abril/14 foi de R$ 0,837/l e esta tendência deve seguir pelos próximos meses, com a entrada da entressafra. Nos derivados, o queijo tipo muçarela está seguindo a tendência do preço do leite pago ao produtor, alterando de R$ 11,90/kg em março/14 para R$ 12,34/kg em abril/14.

http://g1.globo.com/mato-grosso/agrodebate/noticia/2014/06/preco-do-litro-do-leite-em-mato-grosso-tem-aumento-de-23-diz-imea.html

 

Tags: , ,
Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top