Produção de leite teve aumento de 4,5% no ano passado

#Produção de leite teve aumento de 4,5% no ano passado

Com o maior número de vacas ordenhadas no paí­s (24,2%), Minas Gerais deteve a maior parte da produção nacional (27,3%)…

RIO DE JANEIRO – A produção de leite no paí­s cresceu 4,5% entre 2010 e 2011. Segundo dados da Pesquisa de Produção Pecuária Municipal, divulgada nesta quinta-feira (18) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatí­stica (IBGE), no ano passado foram produzidos 32,1 bilhões de litros de leite em todo o Brasil.

Com o maior número de vacas ordenhadas no paí­s (24,2%), Minas Gerais deteve a maior parte da produção nacional (27,3%). Em segundo lugar, aparecia o Rio Grande do Sul, com 12,1%, seguido pelo Paraná (11,9%) e por Goiás (10,9%).

Em termos de produtividade, no entanto, os melhores resultados foram obtidos pelos tríªs estados do Sul: o Rio Grande do Sul (2.536 litros por vaca no ano), Santa Catarina (2.478 litros por vaca) e o Paraná (2.404 litros por vaca), todos bem acima da média nacional de 1.382 litros por animal.

Entre os municí­pios, Castro (PR), Patos de Minas (MG) e Jataí­ (GO) continuaram sendo os principais produtores de leite. Castro também estava entre aqueles com maior produtividade (7.527 litros), abaixo apenas de Araras (SP), que produziu 8.213 litros por vaca.

“Esse tipo de rebanho encontrado em Araras é uma pecuária leiteira altamente profissionalizada, com uso de tecnologia, aliada í s próprias condições climáticas favoráveis. O mesmo acontece no Sul do paí­s”, disse a analista da pesquisa, Adriana Santos.
http://www.dci.com.br/agronegocios/producao-de-leite-teve-aumento-de-4,5-no-ano-passado-id316217.html

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top