Produção leiteira do agreste pernambucano entra em debate

Produção leiteira do agreste pernambucano entra em debate

Evento na cidade de Garanhuns também vai abordar ações para o turismo rural

Recife – Meio Ambiente, pecuária leiteira e turismo rural. Este míªs, o Agreste Meridional será palco do Agriagreste, evento para esses segmentos do agronegócio pernambucano, nos dias 18 e 19, em Garanhuns. Esta é a primeira edição e deve movimentar a principal cidade da bacia leiteira pernambucana.

Realizado pela Federação da Agricultura do Estado de Pernambuco (Faepe) e Sindicato Rural de Garanhuns, com apoio do Sebrae e Senar, a iniciativa tem como objetivo analisar a importí¢ncia dessa cadeia para o agronegócio local. O segmento tem enfrentado algumas dificuldades nos últimos anos. As palestras acontecem no Centro de Convenções do Hotel Tavares Correia.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatí­stica (IBGE, de 2008, os maiores produtores de leite de Pernambuco são os municí­pios de Buí­que, Itaí­ba e Pedra. A produção do Agreste responde por cerca de 75% de todo o leite beneficiado no estado. Pontos como turismo rural e questões ambientais, com íªnfase ao Código Florestal e o produtor rural, também serão abordados nas conferíªncias.

Indústria

Segundo a Agíªncia de Defesa Agropecuária de Pernambuco (Adagro), dos cerca de 2 milhões de litros de leite produzidos diariamente em Pernambuco, pouco mais de 50% são coletados por laticí­nios registrados. A agíªncia diz ainda que o estado possui 97 estabelecimentos com inscrição no Serviço de Inspeção Estadual (SIE) implantados e 13 agroindústrias cadastradas no Serviço de Inspeção Federal (SIF), ligado ao Ministério da Agricultura.

Nos últimos dez anos, a bacia leiteira estadual cresceu 173%, com destaque para a microrregião do Vale do Ipanema. De 1999 a 2008, somente o municí­pio de Pedra teve um crescimento de 576% nessa produção (segundo o IBGE).

O estado movimenta aproximadamente R$ 81 milhões por míªs com a comercialização de leite e os pernambucanos são os maiores consumidores de queijos em comparação a todos os estados do Nordeste, com quase R$ 25 milhões gastos, a cada míªs, com a compra do produto.
Fonte: Agíªncia Sebrae de Notí­cias

http://www.milkworld.com.br/noticias/post/producao-leiteira-do-agreste-pernambucano-entra-em-debate

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top