Produtores abrem a #Expoleite preocupados com fraudes

Produtores abrem a #Expoleite preocupados com fraudes

 

Pelo segundo ano consecutivo, a abertura da Expoleite, que está na 37ª edição, concomitante com a 10ª Feira Nacional de Agronegócio do Sul (Fenasul), revela preocupação com as recorrentes fraudes identificadas e divulgadas pelo Ministério Público em parceria com entidades de fiscalização.

A situação, no evento que aconteceu no palco da feira, foi minimizada por autoridades, que reforçaram, mais uma vez, que as adulterações atingem um número pequeno de empresas da cadeia produtividade. O secretário estadual da Agricultura, Claudio Fioreze, destacou que as fraudes têm aparecido por conta da rigorosidade das fiscalizações. “Não podemos deixar que meia dúzia de irresponsáveis de má fé denigram umas das principais cadeias produtivas gaúchas, que envolve 120 mil famílias”, disse.

O presidente do Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados do Estado do Rio Grande do Sul (Sindilat-RS), Wilson Zanatta, corroborou com a declaração do secretário, reforçando que a entidade apoia as fiscalizações, mas ponderando que o foco das investigações tem se concentrado no Rio Grande do Sul. Zanatta ressaltou que todas as cadeias produtivas são suscetíveis a desvios, inclusive as de produtos lácteos fabricados em outros estados.

No início deste mês, a quinta etapa da Operação Leite Compensado culminou com a prisão de proprietários das indústrias lácteas Hollmann e Pavlat por envolvimento em adulterações. Sobre o fato, Zanatta assegurou que o Sindilat-RS vai tomar providências, embora ainda seja necessário analisar o estatuto da entidade e averiguar, com cautela, a denúncia. “Não vou ser conivente”, declarou.

O presidente do Sindilat-RS antecipou que na próxima segunda-feira irá se reunir com a Comissão de Representação Externa do Leite, da Assembleia Legislativa, para discutir medidas para ampliar a proteção à produção gaúcha. No encontro, Zanatta pretende reforçar a importância de definir regramentos para transportadores. “A fiscalização está abarcando bem a indústria e o produtor, precisamos, agora, de definição para os transportadores.” A comissão da Assembleia Legislativa está reunindo material sobre as recentes adulterações para uma futura elaboração de projeto de lei prevendo melhorias para o segmento.

Durante a abertura da feira, as perspectivas de expansão da produção leiteira no Estado foram novamente suscitadas. Fioreze ressaltou que o objetivo de duplicar a capacidade do Estado em 10 anos será alcançado com trabalho conjunto voltado para produtividade, qualidade e sanidade.

O governador Tarso Genro ressaltou que a realização da Expoleite pelo 37º ano “demonstra a durabilidade e permanência da cadeia produtiva”, ressaltando que a produção leiteira é motivo de orgulho para o Estado. “Vamos compartilhar a luta para aumentar a produtividade e qualidade do nosso leite.”
Feira amplia atividades e atrações para atrair público

A programação da Expoleite Fenasul, neste ano, contempla uma série de eventos para atrair um público maior, além dos produtores e representantes do segmento. Para Marcos Tang, presidente da Associação dos Criadores de Gado Holandês do Rio Grande do Sul (Gadolando), realizadora do evento, a feira permite intercâmbio entre produtores e consumidores. Tang frisou que a entrada gratuita é um dos atrativos para levar mais pessoas a visitarem estandes disponibilizados na feira.

Entre as novidades, há degustações juntamente aos produtores, e fabricantes e café colonial, este pago. Acontecem concomitantemente à Expoleite Fenasul, a Feira de Outono de Esteio, onde serão comercializados, sobretudo, vestuário, Feira do Vinil e Feira de Cervejas Artesanais. “São eventos culturais para o visitante urbano”, destacou Tang.

Para os produtores, parcerias, como a estabelecida com a Associação Gaúcha de Supermercados (Agas), serão disponibilizados cursos de formação variados. A feira acontece até 19 de maio no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio.

http://jcrs.uol.com.br/site/noticia.php?codn=161759

 

 

 

 

 

 

 

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top