Representantes dos produtores pedem à Conaprole para não ceder à

Representantes dos produtores pedem à Conaprole para não ceder à pressão dos empregados 

Conflito/Uruguai –  As entidades que representam os produtores de leite pedem à Diretoria da Conaprole para não atender às exigências da Associação dos Trabalhadores da Indústria (AOEC), entidade que no dia 21 iniciou uma operação padrão, exigindo melhores em itens como horário de trabalho e bonificações por antiguidade.

Na tarde de ontem, representantes de seis instituições se reuniram com as autoridades da principal indústria de laticínios do país, e pediram que fosse intransigente com as reivindicações da AOEC. Fontes da indústria disseram a El Observador que ao menos por enquanto não tem ocorrido problema significativo no abastecimento do mercado com os distintos produtos. Pode ocorrer alguma dificuldade pontual casos de varejistas com baixos estoques e atrasos na entrega.

Fernando Valverde, presidente da Associação de Produtores de Leite (IPL – sigla em espanhol) destacou para El Observador que a grande maioria dos produtores de leite conseguem renda bem menor do que a média do salário que é pago ao trabalhador pela Conaprole. É um setor que vem saindo de vários anos de crise e com alto nível de endividamento. Assim, a prioridade deve ser melhorar para o produtor, que é a base de toda a cadeia agroindustrial do leite e “está em situação limite”.

Valverde ainda disse que nas próximas horas as entidades emitirão um comunicado informando à sociedade como um todo sobre a razão do setor produtivo apoiar a diretoria da indústria. Os produtores “estão passando por grandes dificuldades”, portanto, melhorar as condições dos trabalhadores da indústria neste momento sem priorizar o produtor de leite “é muito injusto”.

Além da IPL, se reuniram com a Conaprole A Associação Nacional dos Produtores de Leite, a Sociedade dos Produtores de Leite de Florida, a Agremiação dos Produtores de Canelones, a Sociedade de Produtores de Leite de Rodríguez e a Sociedade dos Produtores de Leite de San Ramón.

Também nesta terça-feira foi constatado menor estoque de alguns itens.

Pedido de melhoria do preço do leite

As entidades que representam os produtores de leite, por outro lado, transmitiram à Diretoria da Conaprole seu desejo de obter um melhor preço pelo leite enviado para a indústria. O objetivo é fazer frente ao incremento dos custos de uma boa parte dos insumos, principalmente os que são avaliados em dólares. Há várias semanas que o desembolso em pesos é maior, diante da valorização da moeda norte-americana em relação ao peso uruguaio. Os representantes da Conaprole estão analisando as demandas, embora, não acreditem em uma decisão favorável no curto prazo, principalmente porque a indústria ainda não conseguiu se beneficiar ainda da valorização cambial, ainda mais porque existem encomendas, mas, que ainda não foram embarcadas. De qualquer modo, a Conaprole está trabalhando em um projeto de uma fórmula que permita melhorar o preço ao produtor, porque as margens, quando existem, são muito pequenas.

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top