#Seca e falta de alimentos leva criadores a vender rebanho em PE

#Seca e falta de alimentos leva criadores a vender rebanho em PE

Na feira de Caruaru, a oferta de animais cresceu nos últimos seis meses. Crescimento na oferta leva í  desvalorização do preço do gado.

A chuva dos últimos dias não foi suficiente para deixar o pasto verde. Sem alimentação para os animais, a solução encontrada pelos criadores foi se desfazer deles. O resultado foi um aumento na comercialização de animais na feira deCaruaru, no agreste de Pernambuco.

De abril a maio de 2011, foram negociadas cerca 1,5 mil cabeças. No mesmo perí­odo deste ano, houve um acréscimo de mais 30%.

Quando o pasto está bom, os animais são vendidos entre 24 e 36 meses de idade. No perí­odo de seca, porém, é possí­vel encontrar animais com apenas cinco meses. “Na medida que o tempo avança e a falta de chuva continua, o prejuí­zo é notório. A bacia leiteira sofre com isso e já está faltando leite para as indústrias. Tudo isso é muito preocupante. Pernambuco deverá importar o gado de outros estados”, gerente de Defesa Agropecuária, Luis Carlos de Araújo.

Por causa da maior oferta, o boi magro comum teve uma desvalorização de 25% no perí­odo de um ano e o garrote de 29%.

http://www.expressomt.com.br/nacional-internacional/seca-e-falta-de-alimentos-leva-criadores-a-vender-rebanho-em-pe-17165.html

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top