Silagem em sacos - eDairy News

Silagem em sacos

 
Contudo, nos últimos anos algumas tecnologias foram desenvolvidas e estas permitiram que este tipo de alimento passasse a ser comercializado, inclusive a longas distâncias.

O silo-fardo revestido por filme plástico (popularmente chamado de ‘bola’) foi a primeira tecnologia que permitiu o comércio de silagem. As bolas apresentam peso que varia de 200 a 600 kg, podendo então ser transportáveis. As culturas associadas a este tipo de silagem são a alfafa, o azevém e a aveia e são estocadas na forma de pré-secado.

Mais recentemente surgiu a silagem ensacada (sacos de 30 a 50 kg). Grandes empresas (propriedades) passaram a produzir silagem de forma convencional, ou seja, processos de fermentação e estocagem ocorrem em silos do tipo trincheira e, posteriormente, a silagem é ensacada e vendida. Esta alternativa permitiu que a silagem de milho passasse a ser o carro chefe entre as culturas, justamente porque a planta de milho não pode ser produzida como pré-secado. Esta tecnologia trouxe muita praticidade porque pequenos volumes de silagem são comercializados, o que facilita o transporte e o manejo. Embora a silagem ensacada tenha estas vantagens, o custo ainda continua sendo a principal barreira.

Devido ao crescimento exponencial apresentado pela silagem ensacada, muitos produtores têm pensado em produzir os sacos dentro da sua propriedade ao invés de comprá-los. Contudo, é importante enfatizar que confeccionar a silagem diretamente em sacos não é recomendado. Ocorre que a compactação da massa se torna deficiente o que compromete a conservação da forragem. Ou seja, a chance do processo não se consolidar é grande. Percebam no parágrafo acima que eu explico como as empresas confeccionam os sacos. Primeiro se faz a silagem e depois a ensaca. Se você é pequeno produtor e deseja fazer pequenas quantidades de silagem utilize tambores de metal, por exemplo. O tambor permite que você compacte a massa de forragem com os pés e isso garantirá a conservação adequada.

Como a silagem em sacos é uma tecnologia recente, ainda há muitas dúvidas sobre a sua utilização em larga escala devido ao custo elevado e muitos problemas a serem corrigidos, tal como, o reduzido tempo de estocagem devido ao risco de deterioração aeróbia. Mas não há dúvidas de que o comércio de silagem em pequenas quantidades surgiu como tecnologia benéfica aos produtores.

Por Thiago Fernandes Bernardes

http://www.milkpoint.com.br/radar-tecnico/conservacao-de-forragens/silagem-em-sacos-100733n.aspx

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top