Sindileite pede urgência na solução da greve dos caminhoneiros

Sindileite pede urgência na solução da greve dos caminhoneiros

Comunicado Sindileite – O Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados do Paraná – Sindileite emitiu um comunicado manifestando a preocupação da entidade em relação à paralisação dos caminhoneiros no Estado do Paraná, que já está completando quatro dias e prejudica diretamente as agroindústrias de laticínios e milhares de produtores que estão jogando o produto fora por não ter como estocá-lo em suas propriedades.

“Diversas agroindústrias do Paraná já anunciaram paralisação de suas atividades devido aos bloqueios de rodovias que impedem o transporte de seus produtos”, destacou o presidente do Sindileite, Marco Antônio Gallassini da Silva.

Ainda de acordo com ele, a suspensão das atividades das agroindústrias do leite ocorre devido a diversos fatores, entre os quais, o não recebimento do produto in natura para industrializar; o fim dos estoques de insumos básicos, como embalagens, e ao excesso de estoques de produtos armazenados.

“Entendemos perfeitamente que a reivindicação dos caminhoneiros é justa e necessária, principalmente num momento em que aumentos constantes nos valores do óleo diesel impactam diretamente a todos, seja caminhoneiros que transportam os produtos e mesmo os produtores rurais que utilizam como insumo básico em suas atividades”, frisou. “Exigimos que o governo federal viabilize uma solução imediata, caso contrário a situação ficará cada vez mais grave e crítica com possível desabastecimento do mercado, gerando até uma instabilidade social e econômica, ainda mais num momento de dificuldades em que o País passa”, acrescentou Silva.

http://www.terraviva.com.br/site/index.php?option=com_k2&view=item&id=17483:sindileite-pede-urgencia-na-solucao-da-greve-dos-caminhoneiros&Itemid=359

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.


Top