# Tendíªncia de queda no preço pago pelo leite preocupa produtores – eDairyNews Últimas notícias
Sin categoría |4 julio, 2012

Leite | # Tendíªncia de queda no preço pago pelo leite preocupa produtores

De junho do ano passado para junho de 2012, o preço do farelo de soja aumentou 64%, o do caroço…

De junho do ano passado para junho de 2012, o preço do farelo de soja aumentou 64%, o do caroço de algodão 16% e o fosfato bicalcico 12%.

A tendíªncia de queda nos preços pagos pelo leite ao produtor preocupa produtores brasileiros de leite. Além dos valores em baixa, o custo de produção está mais alto e as margens de lucro menores.

De junho do ano passado para junho de 2012, o preço do farelo de soja aumentou 64%, o do caroço de algodão 16% e o fosfato bicalcico 12%. Entre todos os produtos na alimentação do gado, o único que não subiu foi o milho. Com o aumento do salário mí­nimo, o custo da mão de obra também subiu.
Fonte: canal rural

Qualquer reivindicação decorrente das informações contidas no site eDairyNews será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, com sede na cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outra jurisdição, incluindo a Federal.

3 Comentarios

  • O preço do leite ao produtor tem uma lógica estranha, diminui a produçao, deveria subir o preço. No leite é o contrário, baixa. A diferença entre o que o produtor recebe (média) e o leite no varejo é quase R$1,00. Isto sem falar no valor agregado dos derivados. Com todo custo de produção subindo ta ficando dificil produzir neste Paí­s.

  • hola:
    Cual es la relacion de precio de leche a Productor con leche al Consumidor en Brasil?
    En Argentina el precio al Productor es $ 1,5 y el precio de la leche a Consumidor es $6,0.
    La relacion es 1,5$/6,0 $ = 0,25.

    Saludos de Argentina.

  • Me permito entrar neste tema de leite até pela minha origem. Nela estou envolvido desde o nascimento e profissionalmente a ela vinculada hoje.
    Tentarei responder a ambos internautas, tanto AL FANO como a Mirela.
    í‰ uma simples comparação, na Argentina o setor é reconhecidamente qualificado tanto em termos zootecnicos, como na atividade propriamente dita – rebanhos especí­ficos, escala de produção por animal elevado, qualidade de padrões internacionais etc… No Brasil ainda é uma atividade de sustento marginal das familias campesinas. embora nos últimos anos tenha evoluido muito.
    Outra consideração relevante é que a predominancia do rebanho brasileiro é de raça zebuina, enquanto da Argentina é bovina.
    Relacionar custos e preços ao consumo, passa por outros fatores, tais como produtividade e qualificação da produção. Neste cenário podemos comparar Argentina, Uruguai, N.Zelandia, Austrália e grandes produtores mundiais.
    Enquanto na Argentina a relação preço ao produtor versus preço do consumo é 0,25, no Brasil chega a 0,40 a 0,45…Numa leitura simples, os produtores brasileiros estão bem remunerados! Pode ser, mas eles suportam o custo da baixa produtividade agregado aos tributos cumulativos e infra-estruturas insuficientes. Há que se conviver e administrar diferenças. A tendencia é boa para ambos os lados!….

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Notas relacionadas