Triangulação de leite pelo Uruguai prejudica o mercado brasileiro

indice-fao

 

Triangulação de leite – O Brasil recebeu 100 mil toneladas de leite em pó e 18 mil toneladas em queijos do país vizinho SF Agro Dados divulgados pelo Sindicato da Indústria de Laticínios e Produtos Derivados (Sindilat) mostram que o Uruguai produziu 1,7 bilhão de litros de leite em 2016 e consumiu 700 milhões de litros. Segundo divulgado pelo próprio país, o saldo, se convertido em pó, renderia 120 mil toneladas. Só o Brasil recebeu 100 mil toneladas de leite em pó e 18 mil toneladas em queijos do país vizinho, o que representa praticamente todo o volume restante.

Os números, segundo o secretário executivo do Sindilat, Darlan Palharini, indicam uma possível triangulação de produção de outros países para ingresso no Brasil com incentivo. “O Uruguai se diz o sétimo maior exportador de lácteos do mundo. Em casos como esse, o governo brasileiro tem que agir porque prejudica muito o mercado nacional, principalmente os estados do Sul do Brasil”, disse durante sua manifestação na audiência pública realizada pela Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados na tarde desta terça-feira (15), em Brasília.

Reação de preços Representando o Sindilat e também a Aliança Láctea Sul-Brasileira, Palharini reforçou a importância de o governo adquirir emergencialmente 50 mil toneladas de leite em pó para enxugar o mercado e permitir reação de preços. Contudo, advertiu que o pagamento deve ficar na casa dos R$ 14,00 o quilo, acima dos R$ 11,80 previstos pela Conab que, na versão do setor, não remuneram adequadamente a produção. “Ações como essa serão uma injeção na economia que permite inclusão social”, afirmou.

O líder gaúcho ainda pontuou a importância de se retomar a Subcomissão do Leite na Comissão de Agricultura da Câmara. A ideia é que o grupo de trabalho se debruce sobre assuntos relevantes para o setor. Uma dela é o estímulo às exportações de produtos lácteos para países como o México, informou o Sindilat.

sfagro.uol.com.br/triangulacao-de-leite-pelo-uruguai-prejudica-o-mercado-brasileiro/

One Comment;

  1. José Carlos Leal said:

    Não é de hoje que os produtores de leite no Brasil são prejudicados. Essa politica de importação de leite do Uruguai, que
    não é produzido no Uruguai, com isenção de impostos, é uma constante. Só não enxerga quem não quer ver. O Uruguai
    serve de entreposto para entrar no Brasil leite do mundo inteiro com isenção de impostos. Com isso o preço do leite fica
    baixo, e o produtor brasileiro é penalizado. Estão acabando com a pecuária leiteira no Brasil. O governo, os próprios lati-
    cínios acham que estão ganhando. No futuro quando os produtores brasileiros estiverem totalmente inviabilizados, vamos
    ver quem vai ganhar, com esta situação.
    José Carlos Leal

*


*

Related posts


Top