Venda de lácteos aos árabes cresce 60%

Venda de lácteos aos árabes cresce 60%

O setor faturou US$ 5 milhões com exportação de leites, cremes de leite e óleo de manteiga para o mercado árabe no primeiro trimestre do ano. A maior compradora foi a Arábia Saudita.

São Paulo – As exportações brasileiras de produtos lácteos ao mercado árabe cresceram 60% no primeiro trimestre do ano sobre o mesmo perí­odo do ano passado, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. A receita com vendas alcançou US$ 5 milhões entre janeiro e março contra US$ 3,1 milhões nos primeiros tríªs meses de 2011.

“Os paí­ses árabes são grandes importadores de leite e derivados, estão entre os principais compradores do mundo”, afirma o gerente de Negócios e Mercados da Cí¢mara de Comércio írabe Brasileira, Rodrigo Solano. De acordo com ele, porém, o Brasil não aproveita bem essa demanda, já que o volume de exportações para a região é baixo.

“O Brasil tem 60% menos produtividade, no setor de leite e derivados, do que os maiores produtores, que são Estados Unidos, Nova Zelí¢ndia e Holanda”, afirma Solano. Também pesa o fato de que o Paí­s não é autossuficiente em lácteos e os preços não tíªm incentivado a produção e a exportação. “Mas as oportunidades no mundo árabe existem”, diz.

Apesar das exportações do Brasil para a região ainda serem pequenas, elas estão em crescimento. Os produtos lácteos enviados no primeiro trimestre para a região foram leite, cremes de leite e óleo butí­rico de manteiga. No mesmo perí­odo de 2011, além destas mercadorias, a cadeia de lácteos exportou para o mundo árabe também manteiga.

Os paí­ses que importaram produtos nacionais do segmento no começo deste ano até março foram, por ordem decrescente, Arábia Saudita, com US$ 1,3 milhão, Emirados, com US$ 1,02 milhão, Argélia, com US$ 814 mil, Catar, com US$ 467 mil, e Omã, com US$ 358,6 mil. Também fizeram compras o Bahrein, a Sí­ria e a Tuní­sia.

Fonte: Agíªncia de Notí­cias Brasil-írabe

Toda reclamação originada das informações contidas no site de eDairy News será submetida à jurisdição dos Tribunais Ordinários do Primeiro Distrito Judicial da Província de Córdoba, República Argentina, sediado na Cidade de Córdoba, com exclusão de qualquer outro local, incluso o Federal.

*

Critérios na moderação de comentários em termos de publicação e Notícias de produtos em todas as suas publicações.

  • No sé considerarán insultos de qualquer tipo em contra de qualquer persona, sea usuario, moderador ó editor. Apenas se aceitar denuncias realizadas com nome e apelido do autor do comentario, previa confirmação de moderador.
  • Críticas destructivas infundadas e gratuitas, expressões de mal gusto, sean ofensivas, racistas ou xenófobas.
  • Hacer SPAM, (Insertar vínculos de páginas web sem links para o tema, correções eletrônicas, etc ...)
  • Comentários que não tem sentido com a nota no setor lácteo.

Related posts


Top