Único produto da cesta de derivados lácteos a ficar mais caro foi o leite integral
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Único produto da cesta de derivados lácteos a ficar mais caro foi o leite integral

preço do leite UHT integral em Goiás teve um aumento de 1,94% em agosto deste ano, em comparação com o mês de julho. É o que mostra o Boletim de Mercado do Setor Lácteo Goiano, divulgado nesta semana. No entanto, o produto foi o único da cesta de derivados lácteos que encareceu, uma vez que o preço de outros derivados como queijo muçarela, leite condensado e leite em pó integral teve variação negativa.

O boletim divulgado pela Câmara Técnica e de Conciliação da Cadeia Láctea em Goiás registrou um recuo de 1,14% no índice geral da cesta de derivados lácteos, em comparação com o mês anterior. O documento aponta uma variação negativa no leite em pó integral (-3,55%) e no leite condensado (-4,61%). “Já os números relativos ao queijo muçarela e ao creme a granel registraram leve decréscimo (-0,11% e -0,42%, respectivamente), ficando próximos da estabilidade”, informou.

O único produto da cesta que apresentou aumento no preço foi o leite UHT integral, que passou de R$ 3,45 o litro em julho para R$ 3,52 o litro, em agosto. Veja abaixo:

Boletim mostra aumento no preço do leite integral, em Goiás (Foto: Seapa)

De acordo com a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), o índice é calculado a partir da variação dos preços de uma cesta de produtos lácteos “que representa o mix médio de derivados produzidos pelos laticínios no estado de Goiás”. A pasta informou que são considerados cinco produtos: leite UHT integral, leite em pó integral, queijo muçarela de barra, leite condensado e creme de leite a granel.

O cálculo leva em consideração os preços recebidos pela indústria no mercado atacadista.

Para incentivar a silagem a secretaria Municipal de agricultura está oferecendo tratores à comunidade.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER