Dados sobre os principais indicadores para a cadeia produtiva do leite como preços do leite no mercado brasileiro e internacional, relação de troca ao produtor, balança comercial brasileira de leite e derivados.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
FONTE: CILEITE

  • O preço do leite ao produtor registrou a sexta alta consecutiva no ano, influenciado pela baixa disponibilidade do produto. Na média nacional, a cotação foi de R$2,39 por litro em setembro.
  • O aumento no preço do leite ajudou a melhorar a relação de troca leite/mistura, mas segue pior que no mesmo período do ano passado. Em setembro foram necessários 44,9 litros de leite para aquisição de 60 kg de mistura, 17% superior a setembro de 2020.
  • No varejo, o preço da cesta de lácteos teve nova alta mensal de 1,58%. Destaques para a elevação dos queijos, Iogurtes e leite UHT. Em 12 meses, a inflação no grupo de leite e derivados foi de 9,01%.

 

 

 

  • As importações brasileiras de leite totalizaram 80,15 milhões de litros em setembro, um aumento de 7% sobre agosto. Em relação a setembro do ano passado houve forte queda.
  • As exportações tiveram queda de 50% em setembro na comparação com agosto, com um volume de 7 milhões de litros.
  • O saldo da balança comercial, no acumulado até setembro, registrou déficit de US$273 milhões e um volume de 648 milhões de litros.
  • Os preços internacionais ficaram relativamente estáveis no último leilão GDT, de 05 de outubro. O leite em pó integral fechou em US$3.749/ton e o desnatado em US$3.315/ton.

Fonte de proteínas, a ricota é preparada com o soro do queijo e possui menos gordura se comparada com os outros tipos.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER