A exigência cada vez maior dos consumidores por produtos de qualidade impõe desafios aos produtores, especialmente no setor leiteiro.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

 

A exigência cada vez maior dos consumidores por produtos de qualidade impõe desafios aos produtores, especialmente no setor leiteiro. Uma das características dessa atividade no Brasil é que a produção é descentralizada, ocorrendo em inúmeros pequenos produtores rurais, o que dificulta medidas de controle. Mas, existem algumas maneiras de elevar a qualidade do leite.

A higiene é um ponto que merece atenção em todas as etapas do processo, desde a ordenha, bem como a qualidade da água utilizada para a ingestão dos animais, nos processos de higienização de equipamentos, para lavar as mãos dos profissionais e instalações.

Manter o foco no cuidado com a saúde dos animais, com alimentação balanceada, acompanhamento veterinário e todas as vacinas em dia também é determinante para a qualidade do leite produzido.

Mas, o que muita gente não sabe é que a qualidade do leite pode estar sendo comprometida no manuseio incorreto durante a coleta da amostra, feita pelo produtor e pela indústria antes de o produto ir para os laticínios. Muitas vezes, a contaminação ocorre apenas nesse processo de teste, porém acaba colocando em dúvida a qualidade de uma produção inteira!

Ainda é comum no Brasil que as amostras de leite sejam coletadas em frascos reutilizados. E os problemas dessa prática são vários: lavação inadequada; contaminação por químicos utilizados para lavar os frascos, como detergentes; contaminação por agentes externos ao deixar os frascos secarem em ambientes inapropriados, como o pasto; entre outros problemas oriundos de se reutilizar um frasco sem os devidos cuidados em uma atividade tão importante quanto a amostra de qualidade do leite.

Por isso, afirmo com convicção que a qualidade do leite brasileiro pode estar em um simples frasco. Mas, o mercado nacional já dispõe de uma opção para o problema, que é melhor e custa menos do que o processo que envolve a lavagem de frascos reutilizados, como o consumo de água e o longo período utilizado para a secagem. Na Embalpharma, por exemplo, dispomos de diversas opções de kits para coleta de amostra de leite, com frascos estéreis de 50ml, contendo tampa que promove fechamento hermético, além de conservantes em pastilhas na medida exata para amostras de 50ml, como o Azidiol, para análise de contagem bacteriana (CPP), Brononata e Bronopol para contagem de células somáticas (CCS) e composição centesimal, ou sem conservantes nenhum.

O Brasil já avançou muito em sua produção, mas ainda é preciso evoluir em alguns pontos. Reutilizar de forma totalmente inapropriada frascos para coleta de amostras de leite deve ficar como uma coisa do passado. Nossa produção leiteira merece e agradece!

 

A preocupação com a falta de leite em pó nos Estados Unidos está crescendo e começa a ter sérias conseqüências, incluindo a hospitalização de quatro

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER