Como parte de sua revisão contínua das atividades econômicas, a Fonterra anunciou que ela e seu parceiro de joint venture decidiram iniciar uma venda de fazendas JV na China. Ela disse que a decisão de vender os laticínios está em linha com a estratégia da cooperativa de se concentrar novamente no leite da Nova Zelândia.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

“Esperamos que a venda de nossas fazendas seja concluída neste ano fiscal”, disse Hurrell. A Fonterra anunciou em outubro que venderia suas fazendas chinesas para a Mongólia Interior Natural Dairy Company por um valor total de NZ $ 555 milhões do Grupo de Laticínios “China Youran” para venda.

Além disso, a participação de 85 por cento em sua fazenda Hangu foi vendida para a “Beijing Sanyuan Venture Capital Co.” Por 42 milhões de dólares da Nova Zelândia. Vendido.

Nos últimos 10 anos, a Fonterra investiu cerca de NZ $ 1 bilhão na construção de fazendas chinesas. No entanto, a cooperativa anunciou no ano passado que teria que dar baixa no valor de muitos de seus negócios na China, Brasil, Venezuela, Austrália e Nova Zelândia na faixa de $ 820 milhões a $ 860 milhões, dos quais fazendas representam cerca de $ 200 milhões na China.

O preço do leite captado em junho e pago aos produtores em julho avançou 19,1%, chegando a R$ 3,19 por litro.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER