Como parte de sua revisão contínua das atividades econômicas, a Fonterra anunciou que ela e seu parceiro de joint venture decidiram iniciar uma venda de fazendas JV na China. Ela disse que a decisão de vender os laticínios está em linha com a estratégia da cooperativa de se concentrar novamente no leite da Nova Zelândia.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

“Esperamos que a venda de nossas fazendas seja concluída neste ano fiscal”, disse Hurrell. A Fonterra anunciou em outubro que venderia suas fazendas chinesas para a Mongólia Interior Natural Dairy Company por um valor total de NZ $ 555 milhões do Grupo de Laticínios “China Youran” para venda.

Além disso, a participação de 85 por cento em sua fazenda Hangu foi vendida para a “Beijing Sanyuan Venture Capital Co.” Por 42 milhões de dólares da Nova Zelândia. Vendido.

Nos últimos 10 anos, a Fonterra investiu cerca de NZ $ 1 bilhão na construção de fazendas chinesas. No entanto, a cooperativa anunciou no ano passado que teria que dar baixa no valor de muitos de seus negócios na China, Brasil, Venezuela, Austrália e Nova Zelândia na faixa de $ 820 milhões a $ 860 milhões, dos quais fazendas representam cerca de $ 200 milhões na China.

Inventados para aliviar o trabalho nas salas de cura, eles ajudam na metamorfose dos queijos suíços.”

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER