Podemos convoca o governo regional a "arregaçar as mangas" e comprar ações em empresas estratégicas para garantir suas raízes no território.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

O Ministro Regional da Indústria, Enrique Fernández, garantiu hoje na Assembléia Geral do Principado que o único cenário que o governo regional está considerando é a continuidade da fábrica da Danone em Salas com esta empresa ou com outra. Fernández fez esta declaração em resposta a uma pergunta do deputado Daniel Mari Ripa de Podemos. “Em relação à fábrica da Danone em Salas, o único cenário válido e aceitável é a continuidade da atividade e emprego, se não com a empresa atual com outra, se não com a produção atual com outras produções”, assegurou Enrique Fernández, que ressaltou que há espaço para buscar alternativas: “A empresa confirmou que manterá a atividade até o final do ano, o que dá tempo para buscar um investidor alternativo e garantir a atividade e o emprego”.

Com relação à situação dos agricultores, o Ministro garantiu que “a empresa está empenhada em continuar coletando leite em 2023 e o que nos foi dito por fontes familiarizadas com a cadeia de valor e o setor é que se não fosse esta empresa atual que coleta sua produção, poderia haver demanda por outras empresas agroalimentares na região”. Portanto, a preocupação mais direta hoje é a situação dos trabalhadores da fábrica e também o impacto que a perda deste volume de empregos tem sobre um município relativamente pequeno”.

O deputado Daniel Mari Ripa convidou o Principado a “arregaçar as mangas” para garantir o futuro da fábrica em Salamanca, o que ele considera “estratégico” para a região. Ripa advertiu sobre o risco de fundos de abutres tentando descontar na fábrica, “esse é um risco real, se aprendemos algo nos últimos anos é que devemos evitá-lo, alguém não pode vir a especular com a fábrica da Danone”. A MP do partido roxo pediu ao Principado que adquirisse ações em empresas estratégicas como a de Salamanca “para garantir suas raízes no território”, e propôs que 1% do orçamento regional, 50 milhões por ano, fosse destinado a este fim.

 

Traduzido com DeepL

Desestimulados com o mercado leiteiro em Goiás, produtores abandonam a produção e preço do leite dispara.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER