Queijo Artesanal - A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) está com edital aberto para financiamento de agroindústrias que produzem queijo artesanal serrano, através do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento dos Pequenos Estabelecimentos Rurais ( FEAPER), no valor limite de até R$ 15.000,00 por beneficiário. 
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
agroindústrias

Essa linha de crédito se destina à pessoa física, possui bônus adimplência de 80% sobre o valor financiado, com prazo de carência de até três anos e amortização em até cinco anos para o contrato.

Podem aderir agricultores e pecuaristas familiares, proprietários das 50 agroindústrias distribuídas nos municípios de Bom Jesus, São José dos Ausentes, Cambará do Sul, Caxias do Sul, Jaquirana, Muitos Capões e São Francisco de Paula, na região dos Campos de Cima da Serra, que obrigatoriamente estejam participando do Convênio Federal de qualificação da cadeia produtiva visando a melhoria da qualidade do queijo artesanal (Convênio Queijo Serrano) e estejam cadastrados no Programa Estadual de Agroindústria Familiar (PEAF).

Os interessados devem procurar a Emater/RS-Ascar do seu município para manifestarem o interesse. A empresa tem até 01/12 para encaminhar para a Seapdr a Ata do Conselho Municipal contendo a informação dos nomes e CPF dos produtores e respectivos nomes das agroindústrias, aprovados no Conselho Municipal de Agricultura/Desenvolvimento Rural, para serem beneficiários do Projeto.

“O objetivo deste financiamento é promover a melhoria da atividade produtiva, do manejo, das instalações, da agroindústria e da estruturação das propriedades com microqueijarias de produção de queijo serrano participantes do Convênio Queijo Serrano”, destaca Jonas Wesz, chefe de Divisão de Sistemas Produtivos da Secretaria da Agricultura.

O queijo artesanal serrano é o primeiro queijo brasileiro a obter uma Indicação Geográfica (IG) na modalidade Denominação de Origem (DO). A certificação é concedida pelo Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) e engloba 16 municípios gaúchos e 18 catarinenses.

Acesse aqui a matéria na íntegra

Ano de 2021 terminou com dificuldades para os laticínios, mas cenário piorou durante 2º semestre de 2022.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER