A Reunião da Comissão Técnica da Pecuária de Leite da FAEMG, foi realizada no dia 12 de dezembro, em Uberlândia.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

O presidente da ABRALEITE, Geraldo Borges, destacou a importância da união dos produtores de leite e das entidades que os representam para fortalecer e impulsionar a representatividade da categoria, durante a Reunião da Comissão Técnica da Pecuária de Leite da FAEMG, realizada na tarde do dia 12 de dezembro, em Uberlândia (MG).

A reunião envolveu vários temas importantes para a cadeia produtiva, com destaque para a formalização do pleito do setor leiteiro às autoridades competentes sobre a falta de previsibilidade do preço do leite e o desequilíbrio de forças nas relações na cadeia produtiva – tema discutido no Encontro de Produtores de Leite em Monte Alegre de Minas, no dia 29 de novembro. A contratualização das relações dos produtores com os laticínios também foi amplamente discutida.

Geraldo Borges destacou o trabalho árduo realizado pela ABRALEITE no sentido de unir os produtores e dar ao leite mais representatividade em Brasília. A ABRALEITE e a FAEMG, com seus sindicatos, estarão avançando na pauta da previsibilidade do preço do leite.

Além do presidente da ABRALEITE, participaram da reunião em Uberlândia o secretário de política agrícola do MAPA Guilherme Bastos, o prefeito de Uberlândia Odelmo Leão, o presidente do Sindicato Rural de Uberlândia Thiago Bianchi Silveira (que também é diretor da ABRALEITE e vice-presidente da FAEMG), o presidente da Comissão de Leite da FAEMG Jonadan Ma, o vice-presidente da FAEMG Weber Bernardes, a 4a vice-presidente da ABRALEITE  Magnolia Martins, presidentes de sindicatos rurais do Triângulo Mineiro, o presidente da Aproleite de Ituiutaba Mário Paes Leme e produtores líderes da região.

Dados sobre os principais indicadores para a cadeia produtiva do leite como preços do leite no mercado brasileiro e internacional, relação de troca ao produtor, balança comercial brasileira de leite e derivados.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

newsletter

ASSINE NOSSO NEWSLETTER