O valor bruto da produção agropecuária (VBP) deve registrar, em 2020, um crescimento de 8,5% na comparação com com 2019, e chegar a R$ 703,8 bilhões, segundo dados atualizados em maio pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Valor bruto da produção pode crescer 8,5%, comparado com ano passado

O valor bruto da produção agropecuária (VBP) deve registrar, em 2020, um crescimento de 8,5% na comparação com com 2019, e chegar a R$ 703,8 bilhões, segundo dados atualizados em maio pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

 

Segundo o coordenador-geral de Avaliação de Políticas e Informação da Secretaria de Política Agrícola do Mapa, José Garcia Gasques, o resultado recorde foi obtido graças à safra de grãos, estimada em 250,5 milhões de toneladas, bem como aos preços agrícolas e ao “desempenho favorável de algumas lavouras, como o café e a cana-de-açúcar”.

De acordo com o ministério, as lavouras registraram alta de 11%, com R$ 469,8 bilhões. Já a pecuária cresceu 3,9% no ano, chegando a R$ 234 bilhões em 2020. Também apresentaram “fortes elevações” os preços do milho (19,7%), soja (11,8%) e o café arábica (20,4%). Café, milho e soja representam 57,8% do valor bruto das lavouras.

Segundo a Conab, as exportações acumuladas de soja, de janeiro a maio, bateram recorde para o período, chegando a 48 milhões de toneladas. “Outros produtos, como laranja, arroz, feijão, tomate e trigo, experimentam aumentos de preços nesse período, porém a fonte dessas altas está ligada ao mercado interno”, informou, em nota.

Outro fator favorável para o setor foi a alta do dólar, que acabou por colocar os preços domésticos “em patamares elevados”. De acordo com a pasta, o mercado internacional tem refletido também na pecuária, elevando os preços de carnes bovina e suína, na comparação com o ano passado.

O VBP é atualizado mensalmente. Seu cálculo é efetuado para os estados e regiões brasileiras, com dados de 21 produtos de lavouras e cinco atividades da pecuária. O índice é obtido pela multiplicação da quantidade produzida pelo preço recebido pelo produtor.

De acordo com o levantamento, um “grupo reduzido de produtos” está com desempenho “pouco favorável” – caso da banana, da batata-inglesa, uva, carne de frango e leite.

“Entre estes, o leite é o único que tem sido mencionado como um dos que está sendo afetado pela pandemia do novo coronavírus [covid-19]”, explica o coordenador do Ministério.

Inventados para aliviar o trabalho nas salas de cura, eles ajudam na metamorfose dos queijos suíços.”

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER