Preços atingiram o pico mais alto registrado desde 2011.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Atualmente, os valores dos alimentos comercializados no mundo chegaram a novo patamar. Qualquer pessoa que vá fazer compras consegue sentir esse efeito. Porém ,alguns alimentos tiveram seu preço ainda mais elevado durante esse período. Segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), os preços atingiram o pico mais alto registrado desde julho de 2011. Então, para saber mais sobre o assunto, confira a seguir.

Alimentos mais caros: índice de preços atinge maior nível em 10 anos

Dessa forma, o índice, que faz a comparação mês a mês entre os preços dos alimentos, mostrou que houve uma alta de 3% nos valores do mês de outubro, quando comparado com setembro. Esse foi o terceiro mês consecutivo de subida dos valores.

Ao redor do mundo, os preços de alimentos como o trigo, por exemplo, subiram 5%. Principalmente por causa das colheitas reduzidas de exportadores como Canadá, Rússia e EUA. Já o valor do óleo vegetal aumentou 9,6% em outubro. No caso dos laticínios, os preços subiram 2,6%, influenciados muito pelo aumento da demanda ao redor do mundo.

Vale dizer que, apesar do aumento dos alimentos, também foram registradas quedas nos preços de dois produtos. Um deles é a carne bovina. O outro é o açúcar. O valor da carne, que caiu 0,7% em outubro em relação ao mês anterior, foi impulsionado pela redução das compras da China. E também da forte queda nas cotações de abastecimento do Brasil.

Já o valor do açúcar caiu 1,8%. Essa foi a primeira queda após seis meses de aumentos. A ação aconteceu muito por conta da demanda de importação global limitada.

Fonte de proteínas, a ricota é preparada com o soro do queijo e possui menos gordura se comparada com os outros tipos.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER