Diante de crise e aumento do custo de produção, o comentarista Benedito Rosa teme que mais produtores de leite deixem a atividade.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Diante de crise e aumento do custo de produção, o comentarista Benedito Rosa teme que mais produtores de leite deixem a atividade.

Os altos custos para a compra de milho ou farelo de soja têm motivado os produtores de leite a buscarem alternativas para alimentar os rebanhos. Para o comentarista do Canal Rural Benedito Rosa, neste momento de crise, é necessário buscar alternativas.

“Vejo com muito bons olhos a busca de alternativas porque o custo de produção de leite, suínos e aves, diante de uma situação de mercado em que o farelo de soja e o milho alcançaram preços estratégicos, está inviabilizando as contas”, afirma.

Para o comentarista, o verdadeiro risco é a quantidade de produtores de leite deixando a atividade por conta do custo de produção. “Só no Rio Grande do Sul, 34 mil produtores deixaram a atividade nos últimos 5 anos. Com essa elevação do preço do milho, o risco está nas portas”, completa.

Apesar de ser uma alternativa, Rosa acredita que a silagem com cereais de inverno ainda pode trazer custos para a produção de leite, prejudicando a rentabilidade. “Se o preço do leite continuar baixo e o produtor plantar trigo para silagem, e depois vender o leite a menos de R$ 2, a conta não fecha”, relata.

“Se depender do Ministério da Agricultura, as importações continuarão e, se depender do mercado, o preço da ração não baixará e teremos um cenário de aperto e busca de alternativas”, conclui.

Campanha consumo de leite – A Campanha da 1ª Semana do Leite, prevista para ocorrer na primeira quinzena de novembro, foi o tema central da 18ª Reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Leite e Derivados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), realizada nesta sexta-feira (17).

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER