O cenário de custos para o produtor de leite deve continuar desafiador ao longo do segundo semestre, considerando a forte demanda interna por rações e o alto preço do insumo, refletindo a expansão das produções de carnes, sobretudo de aves e suínos.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

 

O cenário de custos para o produtor de leite deve continuar desafiador ao longo do segundo semestre, considerando a forte demanda interna por rações e o alto preço do insumo, refletindo a expansão das produções de carnes, sobretudo de aves e suínos. A avaliação é da consultoria Agro do Itaú BBA, em relatório divulgado hoje.

Além disso, com a chegada da safra de leite de inverno da Região Sul, a tendência é de aumento sazonal da captação, o que em geral se reforça no último trimestre do ano com o aumento da produção do Sudeste. “Com cenário de custo mais pressionado, é importante que os preços do leite se sustentem, a despeito do aumento sazonal da oferta, para que a produção não seja desestimulada”, constata o Itaú BBA.

O banco pondera que a atratividade da vaca para abate está maior do que para a produção de leite, o que pode estimular o produtor a reduzir o rebanho, caso ocorram pressões adicionais das cotações de leite. Atualmente, a arroba de vaca em São Paulo equivale a 130 litros de leite, 39% superior em relação a junho do ano passado, que era de 94 litros/arroba.

Para os laticínios, apesar dos melhores spreads até o momento, o desafio será a disputa pela matéria prima, que pode se acentuar caso as margens mais apertadas desestimulem o produtor.

Outro ponto de atenção diz respeito à duração do efeito renda causado pelos auxílios emergenciais. Caso o fim de tal suporte à renda ocorra sem a devida recuperação da economia, o “apetite” do consumidor poderá ser afetado e provocar impacto nas cotações do leite.

Inflação registrada em agosto no Estado é a maior desde maio de 2021, de acordo com o ICPLeite da Embrapa

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER