De acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), o preço do leite no campo acumula aumento de 15%, desde janeiro.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Imagem ilustrativa
O levantamento mostra que, em Minas Gerais, por exemplo, o preço médio mensal do leite spot subiu 9% de março para abril, em termos reais, chegando a R$ 3,02/litro no último mês.

O gerente de fomento de Leite da Copérdia, Flávio Durante, comenta sobre as dificuldades que o produtor está enfrentando. “Nos dois últimos anos, o produtor de leite passou por uma fase de extrema dificuldade em função das estiagens que ocorreram na região sul e tiveram dificuldade de produzir volumoso, como também teve dificuldade de ter água em qualidade para fornecer para os animais e isso fez com que a produção também reduzisse”, explica.

Flávio Durante também comenta dos fatores que contribuíram para o aumento do custo de produção. “Nesse período em que ocorreram as estiagens na região, o custo de produção subiu bastante, desde os grãos aos medicamentos, os insumos para lavoura, energia elétrica, óleo diesel, todos esses insumos subiram e o preço pago ao produtor não subia, então o produtor vinha trabalhando numa fase de extrema dificuldade referente às condições climáticas e numa fase de extrema dificuldade em virtude do custo de produção elevado e do preço do leite baixo isso fez com que muitos produtores desistissem da atividade leiteira”, pontua Flávio.

De acordo com os especialistas, esse momento é de menor é oferta de leite no mercado, mas em virtude de um cenário que vinha de lá atrás, onde os produtores tinham dificuldade de ter estabilidade.

Conseleite Rondônia alerta que outros parâmetros são considerados pelo mercado para estabelecer o valor final do leite a ser pago ao produtor.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada.

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER