As vendas de produtos lácteos cresceram 29% em Novembro (para 78 milhões de dólares), com uma variação acumulada de 14% para o ano (672 milhões de dólares), informou o Uruguai XXI na quarta-feira.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Fonte: Infonews

A China foi o principal mercado em Novembro com uma quota de 27%, totalizando 21 milhões de dólares. A Argélia ficou em segundo lugar, com uma quota de 21%, atingindo 16 milhões de dólares. O Brasil tinha uma quota de 17%. As vendas atingiram 13 milhões de dólares, registando uma queda de 53% em relação ao ano anterior.

Em Novembro, os pedidos de exportação para todas as mercadorias – incluindo as zonas de comércio livre – totalizaram 1.097 milhões de dólares, um aumento de 60% em relação ao ano anterior.

As vendas de carne de bovino atingiram 260 milhões de dólares em Novembro, reflectindo um aumento de 47% na comparação anual. Este montante é 4% mais elevado do que o recorde histórico registado em Outubro, o que significa que as vendas de carne de bovino estabeleceram um recorde mensal de todos os tempos, bem como no acumulado entre Janeiro e Novembro de 2021 (U$S 2,187 milhões).

A cadeia láctea tem sua dinâmica moldada por vários aspectos, os quais refletem diretamente no preço do leite pago aos produtores.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

newsletter

ASSINE NOSSO NEWSLETTER