Em maio, as importações de produtos lácteos da China caíram 29% em volume e 7% em dólares, de acordo com os últimos dados da alfândega chinesa. E confirma uma tendência decrescente que tem sido registrada desde o início do ano.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

De fato, no período cumulativo de janeiro a maio, o volume de compras do país asiático foi de 1,63 milhões de toneladas, 17% menos que os 1,96 milhões de toneladas registrados no mesmo período do ano passado, informou a OCLA com dados publicados pela CLAL.

Por outro lado, em termos de valor, as importações cresceram 3,7% em relação ao ano anterior.

No caso particular do leite em pó integral – o principal produto exportado pelo Uruguai – praticamente não há variação na comparação ano a ano. Nos primeiros cinco meses do ano, as importações chinesas totalizaram 467.577 toneladas. Em termos de valor, houve um aumento de 23% em relação ao ano anterior.

Desse total, a Nova Zelândia é de longe o principal fornecedor. E o Uruguai é o segundo, com 18.700 toneladas nesse período, um salto de 91% em comparação com o mesmo período em 2021.

Traduzido com – www.DeepL.com

O preço do leite longa vida caiu pelo terceiro mês consecutivo nos supermercados do país.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER