A genética gaúcha da raça Holandesa vem tomando conta do Brasil.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

O interesse por exemplares criados no Rio Grande do Sul vem aumentando nos últimos tempos. Em grupos de criadores, muitos são os pedidos por animais que possam ir à venda para o Brasil Central. Destinos como Paraná, Minas Gerais, Goiás e até os Estados do Nordeste do país vêm demandando o gado dos gaúchos.

De acordo com o presidente da Associação dos Criadores de Gado Holandês do Rio Grande do Sul (Gadolando), Marcos Tang, historicamente pode-se dizer que muito da raça holandesa no Brasil saiu do Rio Grande do Sul. “Nos anos 70 e 80 muitos criadores do Paraná compraram no Estado e continuaram fazendo o melhoramento dos plantéis cuja  base era de gado gaúcho”, recorda.

Segundo o dirigente, esta procura pela genética gaúcha foi reativada nos últimos tempos e tem acontecido de forma constante com a venda de novilhas e terneiras, comprovando que o Rio Grande do Sul é um dos grandes bancos genéticos da raça Holandesa. “Temos criadores tradicionais que trabalham com o que há de melhor na genética mundial e estas matrizes estão aqui. Muitos perceberam isto e por isso nosso gado tem esta colocação, principalmente agora que o produtor tem essa consciência da qualidade e sanidade e com isso se abriram as fronteiras para o nosso gado”, destaca.

Um dos exemplos é a Fazenda AZBS, de São Jorge (RS), que montou um centro de recria de Terneiras e Novilhas da Raça Holandesa, priorizando a qualidade e a genética do gado. A média de vendas anual tem sido de 600 exemplares e conta no portfólio com vendas para Estados do Centro-Oeste e Sudeste do país.

Os empresários mexicanos que se dedicam ao negócio do queijo e laticínios têm enfrentado uma situação difícil nos últimos meses.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

newsletter

ASSINE NOSSO NEWSLETTER