No pagamento de agosto, os preços aumentaram.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
aumento

No pagamento de agosto, que remunera a produção entregue em julho, os preços aumentaram. São 6 meses consecutivos de altas. Na captação de julho, o Índice mostrou aumento na comparação mensal. Considerando a média nacional ponderada dos dezoito estados pesquisados pela Scot Consultoria, a alta foi de 18,2% na comparação mensal. Na comparação anual, a referência está 50,7% maior este ano.

No comparativo com julho/21, o indicador está 8,4% maior. Para o pagamento a ser realizado em setembro/22, referente à produção entregue em agosto/22, é estimada queda pela maioria dos laticínios consultados (49%), enquanto 25% estimam preços estáveis e 26% altas. Com o escoamento prejudicado após os aumentos expressivos nos produtos lácteos, a estratégia é conter os preços, a fim de melhorar a saída na ponta compradora.

É praticamente impossível tirar certos aperitivos do gosto do brasileiro. Sabendo disso, uma pesquisa decidiu apurar um dos nossos xodós do cardápio nacional e elegeu o melhor requeijão que hoje é vendido no Brasil.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER