Produção/Austrália – O setor lácteo da Austrália caminha para sua “melhor produção de primavera” em 3 temporadas, de acordo com um relatório recente do Rabobank. 
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Produção/Austrália – O setor lácteo da Austrália caminha para sua “melhor produção de primavera” em 3 temporadas, de acordo com um relatório recente do Rabobank.

As chuvas oportunidades em regiões chave elevaram a produção nacional de leite. O analista sênior do Rabobank, Michael Harvey, tem a expectativa de que a produção de leite na Austrália crescerá 2,8% em 2020/21, ultrapassando os 9 bilhões de litros pela primeira vez desde a temporada 2017/2018.

“A temporada 2019/20 foi dividida em duas fases bem distintas e terminou o período com ligeira queda em relação ao anterior, 8.775 milhões de litros”, disse o analista Harvey. “A produção teve um impacto negativo pelas condições adversas na primeira metade da temporada, mas chuvas oportunas nas principais bacias leiteiras proporcionaram uma recuperação que iniciou em dezembro do ano passado”.

No mês de junho de 2020 a produção de leite australiana já era 4,1% maior do que a de junho de 2019. “A recuperação em curso é uma boa notícia para a cadeia láctea da Austrália”, diz o relatório. “O excedente exportável continuará se recuperando com o crescimento da oferta de leite”.

Crescimento no BIG 7

De acordo com o relatório do Rabobank, há um delicado reequilíbrio da oferta e da demanda no horizonte global. O crescimento da produção entre os BIG 7 grandes exportadores globais de laticínios parece colidir com uma reorganização do varejo, serviços de alimentação e demanda exportadora de lácteos.

“A produção de leite começou crescer no início do segundo semestre de 2020 e a previsão é de que continue expandindo em 2021 – um feito sem paralelo desde 2018”, diz o relatório. “Apesar das interrupções que o Covid-19 provocou nos mercados globais de laticínios, o preço do leite ao produtor se provou bastante resiliente”.

O Rabobank prevê crescimento de 1,3% na produção no BIG 7, as principais regiões exportadoras – União Europeia, Estados Unidos, Nova Zelândia, Austrália, Brasil, Argentina e Uruguai  no 4º trimestre de 2020. E a expectativa é de que será acompanhado de mais crescimento de 1% na primeira metade de 2021, e 0,8% no segundo semestre do próximo ano.

O relatório aponta que os preços das commodities lácteas subiram no segundo trimestre de ano, em grande parte devido ao apoio de governos na forma de compras governamentais, gestão de estoques e estímulos fiscais para os consumidores. “A perspectiva de apoio de governo é menos certa no quarto trimestre e eTítulo: Austrália – Laticínios esperam melhor “primavera” no horizonte

Campanha consumo de leite – A Campanha da 1ª Semana do Leite, prevista para ocorrer na primeira quinzena de novembro, foi o tema central da 18ª Reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Leite e Derivados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), realizada nesta sexta-feira (17).

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER