As maiores variações negativas nos preços, também na comparação mensal, foram o tomate, alface americana e alface crespa.
leite
Foto: Divulgação

O Boletim de Preços Agropecuários que traz o acompanhamento mensal de preços pagos aos produtores paulistas, já está disponível.

A edição nº 11 da publicação, elaborada pelo Departamento Econômico da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (Faesp), contém dados de julho de 2022, obtidos junto à Conab e Cepea/Esalq.

O leite, que vem de uma sequencia de altas, apresentou aumento de 13,41% na comparação entre os meses de junho e julho.

Outras principais altas nos preços foram a banana nanica (41,34%), batata-doce (22,44%) e amendoim em casca (12,28%). Entre as proteínas de origem animal, a maior alta foi na carne suína (10,02%).

As maiores variações negativas nos preços, também na comparação mensal, foram o tomate (queda de 24,72%), alface americana (-24,3%) e alface crespa (-18,24%).

Conheça a história da profissional que migrou do Marketing e Comunicação e tornar-se uma referência na produção de leite no Brasil.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

Destaques

Faça parte do grupo exclusivo de leitores do eDairyNews.

O eDairyNews o convida para seus canais do whatsapp: uma comunidade exclusiva para entusiastas de laticínios

laticínios

E-Commerce: O boom latino-americano que chegou ao setor de laticínios

agrícolas

Protestos agrícolas e boicote ao acordo de livre comércio entre a UE e o Mercosul

Súmate a

Siga-nos

ASSINE NOSSO NEWSLETTER