Presidente citou que a instituição financeira terá R$ 1 bilhão em recursos para o financiamento do setor
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Presidente citou que a instituição financeira terá R$ 1 bilhão em recursos para o financiamento do setor
Presidente Jair Bolsonaro e ministra Tereza Cristina em Ribeirão Preto. Foto: Mapa

O presidente da República, Jair Bolsonaro, pediu nesta segunda-feira, 29 de abril, na abertura da Agrishow, a redução dos juros do Banco do Brasil para o fomento ao crédito rural. O presidente, que citou que a instituição financeira terá R$ 1 bilhão em recursos para o financiamento do setor durante a feira, se dirigiu ao presidente do BB, Rubem Novaes, e, bem humorado, emendou. “Apelo, Rubem (Novaes), para seu coração e patriotismo, que esses juros caiam um pouco mais”, afirmou, para aplausos da plateia.

Bolsonaro citou que o governo irá liberar R$ 1 bilhão para o programa de seguro rural, mas não deu detalhes. Antes, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, informou que R$ 500 milhões seriam liberados após o “governo raspar o tacho”, para o financiamento do programa de modernização da frota, o Moderfrota. Segundo ela, o governo trabalha “dentro desse orçamento engessado que o presidente (Jair Bolsonaro) recebeu” e o “ministro (da Economia) Paulo Guedes tem boa vontade” e trabalha em parceria com a Agricultura.

“Conseguimos raspar o tacho do atual plano safra e Moderfrota terá mais R$ 500 milhões”, disse a ministra, admitindo em seguida que o valor, até junho deste ano, é pouco. Com os recursos, a liberação de recursos para o programa no atual governo, por meio de remanejamentos, soma quase R$ 1 bilhão.

Não atrapalhar

Bolsonaro também disse na Agrishow que quer, “como chefe do Executivo, não atrapalhar quem produz” e garantiu que está “tirando o Estado do cangote de quem produz e investe”. Ele afirmou que está fazendo “uma limpa no Ibama e no ICMBio” e cobrou que a fiscalização seja feita com mais orientação ao produtor rural.

“Tem que fazer fiscalização, mas o homem do campo tem de ter o prazer de receber o fiscal e, em um primeiro momento, ser orientado.” Bolsonaro reafirmou que pretende que a BR-163 seja completada, no trecho paraense até Miritituba (PA), ainda em 2019. Outra obra anunciada por ele é a construção no aeródromo do Campo de Marte do maior colégio militar do Brasil. O presidente disse que seguirá para a China e que a viagem servirá, na opinião dele, para tirar “a imagem criada pela mídia, de que sou inimigo deles”.

Os empresários mexicanos que se dedicam ao negócio do queijo e laticínios têm enfrentado uma situação difícil nos últimos meses.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

newsletter

ASSINE NOSSO NEWSLETTER