Isto foi anunciado pelo Ministro Leite durante o seu discurso na Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas de 2021.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Imagen EuropaPress.

O Ministro do Ambiente do Brasil Joaquim Leite anunciou na segunda-feira o objectivo climático “mais ambicioso” do governo do Presidente Jair Bolsonaro. Consiste numa redução de 50% das emissões de gases com efeito de estufa até 2030 e na neutralidade de carbono até 2050.

Isto foi anunciado pelo Ministro Leite durante o seu discurso na Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas em 2021 (COP26). Leite espera passar dos 43% inicialmente estabelecidos para 50% em termos de emissões de gases com efeito de estufa.

O Brasil compromete-se a reduzir as emissões

No entanto, esta promessa não foi acompanhada pela forma como as autoridades brasileiras tencionam alcançá-la, quer siga a mesma base de cálculo da última actualização de Dezembro de 2020, com a qual continuaria a emitir mais gases do que prometeu no Acordo de Paris, quer uma mais actualizada, que no melhor dos casos atingiria a meta de 2015.

A suposta composição ambiental de Bolsonaro foi acompanhada por um anúncio que não é novo. Tratar-se-ia de tentar alcançar a neutralidade de carbono até 2050, uma promessa a que já se comprometeu em Abril passado na cimeira climática organizada pela Casa Branca.

Em novembro, o preço do leite registrou nova queda em Minas Gerais.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

newsletter

ASSINE NOSSO NEWSLETTER