Apesar de recusar voltar a negociar o Protocolo, A União Europeia está disponível para diminuir a burocracia e procedimento alfandegários, na tentativa de resolver os problemas que têm surgido cada vez com maior insistência.
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email
Fonte: Jornal Económico

A União Europeia propôs-se reduzir os controlos alfandegários e a burocracia sobre os produtos britânicos destinados à Irlanda do Norte, na esperança de evitar um novo confronto com o Reino Unido devido aos acordos comerciais pós-Brexit.

Negociadores da União entregaram esta quarta-feira ao ministro britânico do Brexit, David Frost, um memorando que prevê medidas que podem reduzir para metade a burocracia alfandegária e reduzir em 80% os controlos sobre carne, laticínios e outros produtos alimentícios vindos da Grã-Bretanha para a Irlanda do Norte. As novas regras garantiriam que o fluxo de medicamentos, principalmente os genéricos, não fosse perturbado.

“Estas propostas são a nossa resposta genuína às preocupações” britânicas, disse o vice-presidente da Comissão Europeia, Maros Sefcovic, citado pelas agências internacionais. “Estamos ansiosos por nos envolver séria e intensamente com o governo do Reino Unido, no interesse de todas as comunidades da Irlanda do Norte”.

Embora a União tenha dito que se recusa a renegociar o chamado Protocolo, acabou por anunciar em comunicado a possibilidade de aceitar “um modelo diferente” para fazer desaparecer os problemas alfandegários que se têm multiplicado nas últimas semanas.

Em jogo está a preservação da paz e da estabilidade na ilha da Irlanda, dividida entre a República da Irlanda, membro da União, e a Irlanda do Norte, que faz parte do Reino Unido – e cujos problemas há muito tinham sido antecipados por todos os analistas, desde que o Brexit foi favoravelmente votado pela maioria dos britânicos.

Desde o início dos acordos comerciais do Brexit em janeiro, o Reino Unido subverteu o Protocolo e criou uma fronteira comercial interna. O acordo pretendia impedir o risco de mercadorias da Inglaterra, Escócia e País de Gales entrassem na União depois do Brexit. De imediato várias forças da Irlanda do Norte afirmaram que esta posição de Londres iria favorecer o aumento do número de republicanos pró-irlandeses que apoiam uma Irlanda unida e uma secessão com o Reino Unido.

Sefcovic disse que as novas propostas não devem ser compreendidas como um ultimato, mas sim como uma base para um acordo conjunto com o Reino Unido. Pairando sobre as futuras negociações está, como sempre, o Artigo 16 do Protocolo – que dá a ambos os lados o direito de suspender o acordo se o considerar impossível de realizar na prática, o que o Reino Unido já ameaçou usar várias vezes.

Impactado pelas anomalias do mercado causadas pela pandemia e pelas consequentes mudanças na política federal, o ano passado foi um ano misto para as receitas das cooperativas leiteiras e dos seus membros em comparação com um ano anterior.

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

newsletter

ASSINE NOSSO NEWSLETTER