O setor de lácteos no Paraná está reagindo após quedas consecutivas entre o fim de 2020 e o início deste ano. As indústrias reduziram as apostas no queijo muçarela
Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Cadeia do leite começa a reagir após quedas
Foto: AEN

setor de lácteos no Paraná está reagindo após quedas consecutivas entre o fim de 2020 e o início deste ano. As indústrias reduziram as apostas no queijo muçarela, que estava em desvalorização, e intensificaram a produção de outros derivados, que estão apresentando melhor desempenho no mercado.

Para entender a mudança no mix de comercialização, a CBN Curitiba conversou com a técnica Nicolle Wilsek, do Departamento Técnico e Econômico da Faep e responsável pela cadeia do leite no Paraná. Ela informo que o leite em pó, spot e UHT estão em alta, em oposição à queda da muçarela.

No Paraná, as principais regiões de produção láctea são os Campos Gerais, Sudoeste e Oeste, apontou Nicolle. Agora, a expectativa do setor é que o novo auxílio emergencial melhore as condições dos consumidores e beneficie a cadeia do leite.

Ouça a entrevista completa:

Campanha consumo de leite – A Campanha da 1ª Semana do Leite, prevista para ocorrer na primeira quinzena de novembro, foi o tema central da 18ª Reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Leite e Derivados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), realizada nesta sexta-feira (17).

Você pode estar interessado em

Deja una respuesta

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

Para comentar ou responder, você deve 

ou

Notas
Relacionadas

ASSINE NOSSO NEWSLETTER